Eleição do Vasco pode ter votação presencial em São Januário e online; veja detalhes

O presidente da Assembleia Geral, Faues Mussa, já indicou a Alexandre Campello empresas para votação online no Vasco da Gama.

Faués Cherene Jassus, o Mussa
Faués Cherene Jassus, o Mussa (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

O Vasco tem chance de organizar uma eleição híbrida em 7 de novembro: com votação presencial em São Januário e online – a Assembleia Geral Extraordinária que aprovou as diretas em 30 de agosto foi virtual e é o exemplo a ser seguido. Após indicação de Faues Cherene Jassus, o Mussa, presidente da Assembleia Geral, Alexandre Campello, presidente do clube, avalia qual a empresa a ser contratada para operar o serviço pela internet.

Depois das divergências na AGE, existe a ideia de que os dois dirigentes façam a escolha em conjunto. Desta forma, o sócio poderia optar por qual forma deseja escolher o novo mandatário do Vasco. A possibilidade de fazê-lo online é uma comodidade e uma segurança em tempos de pandemia do novo coronavírus.

– Fui a São Januário faz alguns dias e conversei com o presidente Campello. Falamos da eleição, falei da importância e da necessidade de termos a votação online. Indiquei três empresas, inclusive a que fez recentemente a AGE. Ele disse que iria avaliar e que iríamos decidir em conjunto. Até agora, não tive uma resposta oficial. Estou esperando, mas não temos muito tempo. Temos de decidir. Acho muito difícil com a pandemia fazer só presencial, acho que a híbrida é a melhor solução. Há risco de contaminação, há muitos eleitores idosos e me parece ser muito difícil assegurar todas as medidas de segurança sanitárias – disse Mussa ao ge.

Recentemente, após consulta do Vasco, a Secretaria Municipal de Saúde autorizou a realização da eleição presencial desde que medidas de segurança sejam observadas. É o que está previsto no estatuto do clube, aliás. Mas uma recente mudança na legislação, por conta de pandemia, permite que entidades esportivas adotem a votação online.

A lei 14.073, de 14 de outubro de 2020, dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor esportivo a serem adotadas durante o estado de calamidade pública, decretado por conta da pandemia e que se estende até o final do ano. Ela alterou o inciso IV do artigo 22 da lei 9.615, de 24 de março de 1998, mais conhecida como Lei Pelé. Ele agora diz o seguinte:

IV – sistema de recolhimento dos votos imune a fraude, assegurada votação não presencial;

O ge consultou Campello, que explicou o andamento da organização do pleito e a sua posição:

– Estive reunido com Mussa há cerca de uma semana, falamos da eleição e ele me trouxe propostas de empresas que poderiam fazer a eleição online. A partir daí, passei a trabalhar para que tivéssemos uma eleição da melhor maneira, com conforto e segurança ao nosso sócio. Então, criamos uma comissão que visa preparar o espaço físico, aumentando o número de terminais de computador, o que fará o sócio, ao chegar, ser identificado mais rapidamente e sem fila, seguindo os protocolos do TRE. Fizemos a uma consulta e tivemos resposta da Secretaria de Saúde autorizando a eleição. E também estamos em busca da melhor empresa para termos a eleição online. Se a eleição for híbrida, presencial como manda o estatuto e online, como muitos torcedores anseiam e que parece que tem previsão na lei, espero que isso seja possível. A decisão vai ser do presidente Mussa. A mim cabe oferecer todas as condições e providenciar tudo o que for necessário para termos a melhor eleição. E é isso que estou fazendo.

O estatuto do Vasco define que cabe a Mussa presidir a Assembleia Geral Ordinária, que apontará o novo presidente, coadjuvado por Campello. Até o momento, além do atual presidente que tenta a reeleição, Leven Siano, Jorge Salgado, Julio Brant e Sergio Frias são os candidatos.

Leia mais sobreEleiçãoPolítica
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
24 de setembro de 2021
Vascaínos protestam na CBF contra arbitragem

Torcedores do Vasco da Gama protestaram na porta da CBF contra erros de arbitragem na Série B do Campeonato Brasileiro.

Prefeitura do Rio autoriza 7.700 torcedores em São Januário no jogo entre Vasco e Goiás

Com a autorização da Prefeitura do Rio de Janeiro, o Vasco da Gama pode receber até 7.700 torcedores em São Januário no jogo contra o Goiás.

CSA vence o Botafogo e Vasco encerra 25ª rodada em 10º na Série B

O Vasco da Gama finalizou a 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro na 10ª colocação, há 10 pontos do G4.

Ernando desfalca o Vasco contra o Brusque

Em recuperação de um edema na coxa, o zagueiro Ernando desfalca o Vasco da Gama no jogo contra o Brusque nesta sexta-feira.

Andrey recebe o terceiro cartão amarelo e desfalca o Vasco contra o Brusque

Andrey, volante do Vasco da Gama, levou o terceiro cartão amarelo e não enfrentará o Brusque na próxima sexta-feira.

Escalação do Vasco contra o Brusque

Confira a escalação do Vasco da Gama para a partida contra o Brusque nesta sexta-feira, pela Série B do Brasileiro.

Olho no rival! Escalação do Brusque contra o Vasco

Confira a escalação do Brusque para o jogo contra o Vasco da Gama nesta sexta-feira, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Confira quais canais transmitem o jogo entre Brusque e Vasco

Confira quais canais transmitem a partida entre Brusque e Vasco da Gama, válida pela 26ª rodada da Série B do Brasileiro.

Brusque terá desfalques contra o Vasco

Zé Carlos e Thiago Alagoano desfalcarão o Brusque contra o Vasco da Gama na próxima sexta-feira, no Estádio Augusto Bauer.

Gomes? Galarza? Amorim? Os cenários para a escalação do Vasco contra o Brusque

Tirando as duas ausências, o técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz, deve manter o mesmo time que mandou a campo nos outros jogos.

Veja mais notícias