Edmundo conta decepção com a política do Vasco: ‘Não posso mais fazer parte disso’

O ídolo do Vasco da Gama, Edmundo, descartou fazer parte da política, mas deixou em aberto a possibilidade de ser dirigente.

Edmundo destaca decepção com a política do Vasco
Edmundo destaca decepção com a política do Vasco (Foto: Reprodução/Inteligência LTDA)

Nos últimos anos, Edmundo integrou a política do Vasco da Gama, compondo a chapa Sempre Vasco. Em participação no podcast Inteligência LTDA, comandado por Rogério Vilela, o ídolo vascaíno contou como resolveu entrar para esse meio depois da aposentadoria dos gramados.

– Meu último jogo como profissional o Vasco foi rebaixado. Entrei em parafuso, em processo de morte. O atleta morre duas vezes. Não sabia o que ia fazer. Juntei um grupo e falei: “Cara, vamos ajudar o Vasco”. A primeira coisa que aprendemos foi que o Vasco precisa mudar de dentro para fora. Não é fora para dentro. Não é vir um mecenas e colocar dinheiro que vai transformar. Esquece. Ele monta grandes times, mas quando sair a bagunça volta.

Edmundo não escondeu a decepção pelas coisas que viu na política vascaína ao longo dos anos. O “Animal” destacou um choque ao ver quem sempre o aplaudiu xingá-lo e querer agredi-lo por causa de divergências do meio, e reforçou que não quer mais fazer parte desse universo conturbado.

– Montei um grupo de pessoas maravilhosas, bem intencionadas, importantes, só que pequeno, que queriam o bem do Clube. Depois, para disputar a eleição esse grupo teve que crescer e aí teve de tudo: gente boa, gente ruim, gente que traiu a gente. Mas o que mais me irritava era chegar em São Januário e ver quem sempre me aplaudiu, me xingar e querer me agredir tudo por causa de um cargo que não é renumerado. Não posso mais fazer parte disso.

Entretanto…

Mesmo distante da política, descartando concorrer à presidência, o ídolo revelou que aceitaria o convite de algum clube para ser dirigente, cargo remunerado e não tem envolvimento com politicagem. Edmundo ressaltou que cargos não-remunerado, no meio político, só entregam a parte negativa.

– Se amanhã algum clube me ligar e dizer: “Pô, vem aqui diretor técnico” e pagar, eu vou. Mas presidente? Cargo não-remunerado? Quero não. Só tem o ônus.

Edmundo já havia revelado a saída da política do Vasco há algumas semanas. Em participação em live da Vasco TV, o “Animal” informou que não faria mais parte e ainda desejou sucesso para a gestão de Jorge Salgado. Na eleição passada, o atual presidente, com a Mais Vasco, superou Julio Brant, da Sempre Vasco, apoiada pelo ídolo.

Leia mais sobreEdmundo
1 comentário
  • Paulo Roberto - 6 de outubro de 2021

    Se envolveu na política do Clube com pessoas erradas
    Vide exemplo do Julio Brant
    Um cara que não soma nada ao Clube

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
1 de dezembro de 2021
Vasco TV mostra como foi a palestra sobre racismo para os garotos da base; assista

Confira agora trechos da palestra socioeducativa sobre racismo assistida pelos garotos do Sub-15 e Sub-17 do Vasco da Gama.

STJD detalha punição ao Vasco por objetos arremessados em São Januário

O Vasco da Gama recebeu uma multa de R$ 5 mil devido aos objetos arremessados pelos torcedores na derrota para o CSA.

Alexandre Mattos cita demora em contato como motivo de não acerto com o Vasco

O diretor executivo Alexandre Mattos ainda negou que o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, tenha o perguntado sobre a carreira.

Confira a escalação do Vasco contra o LGD/Karanba pelo Carioca Feminino Sub-18

Veja a escalação do Vasco da Gama para o jogo contra o LGD/Karanba pelo Campeonato Carioca Feminino Sub-18.

Carol Paiffer assina documento de sigilo e se reunirá com o Vasco nesta quinta-feira

A investidora Carol Paiffer se reunirá com o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, além do CEO Luiz Mello, nesta quinta-feira.

Eduardo Freeland confirma sondagem do Vasco, mas seguirá no Botafogo

O diretor executivo do Botafogo, Eduardo Freeland, disse que houve uma conversa de presidentes, mas que seguirá no projeto botafoguense.

Torcedor adiciona canguru em plano de sócio do Vasco

Gabriel Cavera, torcedor vascaíno que mora na Austrália, adicionou um canguru ao plano de sócio animal do Vasco da Gama.

Mesmo na Série B, Vasco segue entre os preferidos de investidores árabes

O Vasco da Gama figura ‘lista’ de preferência de bilionários árabes que querem investir no futebol brasileiro.

Zé Ricardo comandou o Vasco em momento conturbado entre 2017 e 2018

O técnico Zé Ricardo comandou o Vasco da Gama em um dos momentos mais turbulentos da história do Clube entre 2017 e 2018.

Vasco enfrenta o LGD/Karanba nesta quarta pelo Carioca Feminino Sub-18

Vasco da Gama e LGD/Karanba se enfrentarão nesta quarta-feira em jogo válido pelo Campeonato Carioca Feminino Sub-18.

Veja mais notícias