Diego Felipe e Diego Jardel relembram 5 a 0 do Avaí sobre o Vasco em SJ

Diego Felipe e Diego Jardel relembraram a goleada do Avaí sobre o Vasco da Gama na Colina, Série B do Brasileiro de 2014.

Adversários na noite desta quinta-feira, Avaí e Vasco têm jogos históricos e que são lembrados pelas duas torcidas até hoje. Os dois foram rivais na inauguração da Ressacada, em 1983, na semifinal da Copa do Brasil de 2011 e na última partida da Série B do Brasileiro de 2014, quando ambos comemoraram o acesso à elite...

Na lista, há também um confronto bem especial e, neste caso, alegre apenas para o clube catarinense. Qual torcedor do Avaí não lembra do dia 30 de agosto de 2014?

Pela 19ª rodada da Segundona, em São Januário, a tarde ensolarada no Rio de Janeiro oferecia a Vasco e Avaí, ambos no G-4, a chance de chegar à liderança. O perdedor, no entanto, corria o risco de sair da zona de classificação.

O dia sorriu apenas para os visitantes. Um sorriso bem largo, por sinal. Mesmo fora de casa, o grupo comandado por Geninho atropelou os cariocas por 5 a 0. Diego Felipe (duas vezes), Diego Jardel, Roberto e Anderson Lopes marcaram na goleada que fez o Leão assumir a segunda colocação e jogar o rival para o quinto lugar - o técnico Adilson Batista foi demitido na ocasião.

Uma mistura de sentimentos

Atualmente no Al-Arabi SC, do Catar, Diego Jardel foi um dos destaques da partida. Além de balançar a rede uma vez, foi garçom de Diego Felipe e teve participação direta no gol anotado por Anderson Lopes. Ao mesmo tempo que comemorava o triunfo elástico em solo carioca, estava muito triste pelo falecimento do avô Fridolino.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, o meia relembrou o confronto e deixou claro o orgulho por ter feito parte daquela equipe.

- Um dos melhores jogos que fiz na minha carreira e, com certeza, um dos melhores com a camisa do Avaí. Foi histórico vencer o Vasco da Gama. Lembro que fiz um gol e pude dar uma assistência, isso é gratificante. Me sinto lisonjeado por fazer parte dessa história. Todos sabem o carinho que tenho pelo Avaí, então, para mim, é muito gratificante. A gente venceu de uma maneira convincente e que muitos não esperavam.

- Foi um resultado para aliviar as dores que eu estava sentindo pela perda do meu avô. Acordei na manhã do jogo e soube da notícia. Meus pais não queriam me contar para que eu não me abalasse e ficasse triste, mas procurei tirar força para amenizar um pouco a dor do meu pai. Agora que eu também sou pai, sei como as coisas se passam. É muito difícil. Eu procurei tirar forçar de onde não tinha para conseguir dar pelo menos um pouco de alegria para ele- completou.

O carioca que festejou com os catarinenses

A tarde daquele 30 de agosto foi, definitivamente, dos Diegos. Além de Diego Jardel, o volante Diego Felipe também teve papel decisivo na festa da equipe de Santa Catarina. E é por ser carioca que o atleta de 30 anos guarda a partida na memória com ainda mais carinho.

O primeiro gol de Diego Felipe saiu aos 41 minutos da etapa inicial. Após Martín Silva rebater erradamente a cabeçada de Pablo, ele aproveitou a falha para marcar. O segundo foi parecido: Anderson Lopes chutou, o goleiro deu rebote, e o volante, bem posicionado, não perdeu a oportunidade.

- Era um momento muito bom. A nossa equipe vinha de resultados positivos, mas o Vasco naquela época atropelava todo mundo. Fomos para jogar a partida sem tanta pretensão de ganhar daquela forma, mas deu tudo certo Eu estava vivendo um momento pessoal muito bom, com seis gols em sete jogos. Guardo esse momento até hoje, ainda mais por ser carioca. Minha família sempre lembra - disse o jogador.

Curiosidade

Apresentado pelo Avaí na última terça-feira, Douglas vestia a camisa do Vasco naquela partida e teve a chance de marcar contra o atual clube. Aos 11 minutos do segundo tempo, Lorran cruzou para a área, e Bocão fez uma "defesa" com as duas mãos. Pênalti para o time da colina. No entanto, Vagner defendeu a cobrança.

Quase cinco anos depois...

Vasco e Avaí se enfrentam na noite desta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), pela terceira fase da Copa do Brasil, em São Januário. O jogo de volta será em 10 de abril, na Ressacada. Quem vencer fatura R$ 1,9 milhão de cota da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Leia mais sobre: Vasco x Avaí, Copa do Brasil

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »