Destaque do Futebol Feminino do Vasco, Bebel relembra racismo na infância

A atacante Bebel citou que sofreu racismo na infância e projetou o título do Vasco da Gama no Carioca Feminino.

Bebel em São Januário se preparando para a 3ª rodada do Carioca
Bebel em São Januário se preparando para a 3ª rodada do Carioca (Foto: Bruna Teixeira/ Vasco)

O Vasco da Gama fará sua estreia no Campeonato Carioca Feminino neste sábado (02), às 15h, contra a Cabofriense, no Estádio Nivaldo Pereira, em Nova Iguaçu.

Uma das jogadoras destaques do time do técnico Antony Menezes é a atacante Bebel, ela que está entre as principais artilheiras da história recente do futebol feminino do Cruzmaltino.

A vida de Bebel no futebol não foi só de alegrias. A jogadora contou em entrevista ao Globo Esporte, que foi vítima de racismo aos seus 12 anos, quando esperava o início de um treino em frente a casa de um senhor.

– Eu tinha mais ou menos 12 anos, estava treinando no time que meu tio comandava. A gente estava em frente ao portão do moço, esperando começar o treino. Ele chegou lá, começou a brigar com a gente e me chamou de macaca. Na hora, me abalou um pouco, mas depois comecei a treinar e esqueci daquilo. Depois contei para minha mãe, ela foi lá, conversou , e ele até se desculpou.

Em outro trecho da entrevista, Bebel citou que isso não a afetou muito, mas ressaltou que a mulher pode estar onde ela quiser e que o racismo não deve estar presente no futebol ou em qualquer lugar.

– Isso (o racismo) nunca me afetou muito. Porque eu sempre pensava no meu futuro, no futebol. Era isso que eu queria para a minha vida. Dificuldades sempre tem. A gente escuta ‘futebol não é para mulher, larga isso, vai lavar uma louça’. Mas isso nunca me deixou para baixo. Sempre me motivou para chegar onde estou e querer mais ainda para mostrar que futebol não é só para menino, e que a mulher pode estar onde ela quiser.

Por fim, a atacante projetou bom desempenho na competição estadual para conquistar o título pelo Gigante da Colina, onde ela é considerada uma das principais jogadoras.

– A expectativa está bem grande, pelo Brasileiro que a gente fez, e a gente quer dar continuidade a isso. Aumentar a pegada, para ser melhor do que a gente foi no Brasileiro, e creio que assim a gente vai chegar ao título. Esse é o nosso maior objetivo e o grupo está bem unido para isso.

O futebol feminino do Vasco vem passando por menor investimento nos últimos anos, por conta da crise que afeta o Clube, porém há projetos para fortalecer a modalidade tão importante.

Leia mais sobreBebelFutebol Feminino
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
29 de novembro de 2021
Willams Meneses: deu até saudade de passar vergonha na Série A

Finalmente terminou essa temporada tenebrosa do Vasco da Gama, e não poderia ser de uma forma diferente, passando vergonha novamente.

Edmundo comemora derrota do Flamengo e publica montagem

O atacante Edmundo comemorou a derrota do Flamengo e postou uma montagem com as camisas do Vasco da Gama e Palmeiras.

Ira Jovem exige saída de Luiz Mello e de outros integrantes da gestão do Vasco

A torcida organizada do Vasco da Gama, Força Jovem, ainda pediu para que os sócios estatutários assinem o pedido de AGE.

Vasco é o 8º brasileiro com mais títulos internacionais, ultrapassado pelo Palmeiras

Com a conquista da Libertadores, o Palmeiras chegou a cinco títulos internacionais e ultrapassou o Vasco da Gama, que tem quatro.

Zé Ricardo e Ricardo Gomes ganham força no Vasco; Anderson Barros segue indefinido

Zé Ricardo está resolvendo pendências em seu ex-clube, Ricardo Gomes está próximo do acerto com e Anderson Barros segue incerto no Palmeiras.

Ernando agradece e se despede do Vasco

Por meio de publicação no Instagram, o zagueiro Ernando se despediu do Vasco da Gama nesta segunda-feira, após o fim da Série B.

Zé Ricardo estaria animado com possível retorno ao Vasco

O técnico Zé Ricardo, de 50 anos, estaria animado para iniciar um trabalho do zero no Vasco da Gama na temporada 2022.

Sônia Andrade lamenta fase do Vasco e questiona crias da base: ‘Irreconhecíveis’

Sônia Andrade lamentou a situação do Vasco da Gama e se mostrou admirada com o desempenho ruim das crias da Colina.

Time da Virada pede renúncia da direitoria e de conselheiros do Vasco

No Facebook, o movimento Time da Virada pediu a renúncia da diretoria do Vasco da Gama e de conselheiros do Clube.

Vasco fecha Série B com índice de rebaixado para Série C, diz Footstats

Campanha decepcionante do Vasco da Gama na Série B poderia ter sido muito pior, conforme revela o índice de classificação do Footstats.

Veja mais notícias