Cruzeiro adota discurso pessimista sobre permanência de Dedé

A diretoria do Cruzeiro adota discurso pessimista sobre permanência do zagueiro Dedé, que é cogitado no Vasco da Gama.

O zagueiro Dedé não está garantido no elenco do Cruzeiro para 2020. Apesar de a direção ter adotado tom otimista sobre a primeira conversa com o jogador, na última terça-feira, o discurso de integrantes da cúpula, agora, é pessimista sobre a permanência do defensor na Toca.

Na primeira conversa com agentes de Dedé, o Cruzeiro teve a mesma atitude que tomou também com outros atletas do elenco que têm altos salários. Três opções foram colocadas ao zagueiro: redução de salário, rescisão ou empréstimo.

Diante disso, Dedé está avaliando as possibilidades e ficou de dar uma resposta ao clube. Mas a ideia é procurar um novo destino para o jogador, que tem mercado no Brasil e também no exterior. O Vasco é um dos interessados, mas também há outras equipes da Série A que monitoram a situação. No início do mês, Saulo Fróes, presidente do núcleo gestor do Cruzeiro, afirmou ter duas propostas por Dedé.

Um indício de que Dedé pode não seguir no clube em 2020 é que Adilson Batista, na sexta-feira, citou apenas Manoel e Léo como importantes no processo de amadurecimento de Cacá e Edu, jovens zagueiros que fazem parte do elenco. Deixando claro que é só o indício. Adilson pode, inclusive, ter esquecido de citar Dedé, que ainda não treinou em campo desde a chegada do treinador, em função de uma cirurgia no joelho.

Dos zagueiros que estão treinando com Adilson Batista, apenas Léo, Cacá e Edu estão, pelo menos a princípio, garantidos para 2020. Manoel, citado pelo treinador, ainda discute uma readequação salarial, mas a permanência na Toca deve acontecer. Há também Ramón, contratado pelo clube este ano, mas que vive um imbróglio, já que, quando assinou o vínculo, no ano passado, o salário estabelecido foi um acima do atual teto.

Dedé pode acertar com o Vasco

Dedé está no Cruzeiro desde 2013. Desde o fim de 2014, enfrenta problemas nos joelhos. Em 2018 e no ano passado, conseguiu boas sequências. No total, disputou 188 jogos e marcou 15 gols com a camisa estrelada, conquistando dois Brasileiros (2013 e 2014), duas Copas do Brasil (2017 e 2018) e três Mineiros (2014, 2018 e 2019).

Leia mais sobre: Dedé

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »