Conselho Deliberativo do Vasco aprova pedido de impugnação de eleição online

O Conselho Deliberativo do Vasco da Gama aprovou o pedido de impugnação da eleição online à presidência do Clube nesta terça-feira.

Reunião do Conselho Deliberativo do Vasco
Reunião do Conselho Deliberativo do Vasco (Foto: Felippe Costa)

A suspensão por 90 dias de Faués Cherene Jassus, o Mussa, da presidência da Assembleia Geral não foi a única decisão tomada pelo Conselho Deliberativo do Vasco nesta terça-feira. Em uma segunda reunião virtual, os conselheiros aprovaram o pedido de impugnação da eleição online à presidência. Trata-se de uma medida sem efeito imediato e que revive a polêmica e a indefinição quanto ao pleito de 7 de novembro.

O cenário de divisão política do clube, aliás, pautou a sessão. Ele terminou com mais duas deliberações: criação de outra comissão para analisar novas eventuais irregularidades cometidas por Mussa e uma moção de repúdio ao sócio Werson Rego.

Pedido de impugnação da eleição online

Por 118 votos a favor e 52 contrários, os conselheiros acataram um encaminhamento feito por Roberto Monteiro, presidente do Conselho Deliberativo, para apresentar o pedido de impugnação da eleição online à Mesa Diretora da Assembleia Geral. A sessão desta terça não havia sido convocada para este fim – a pauta era julgar o pedido de suspensão de Mussa.

O entendimento de Monteiro e dos que votaram pela impugnação é de que Mussa não tem competência para decidir sozinho pela votação online – posição externada também por Alexandre Campello, presidente do clube, na segunda-feira. Em ofício na última sexta, o presidente da Assembleia Geral, ao elencar uma série de motivos, entre eles o risco de contaminação em uma aglomeração de pessoas em época de pandemia do novo coronavírus, defendeu a votação exclusivamente virtual.

Esta divergência de entendimento já havia ocorrido na Assembleia Geral Extraordinária, que aprovou a eleição direta para presidente. Na época, a Justiça referendou o entendimento de Mussa, que conduziu a votação de maneira online. O Estatuto do Vasco diz que cabe ao presidente da Assembleia Geral conduzir o processo eleitoral do clube coadjuvado pelo presidente da Diretoria Administrativa.

O pedido de impugnação está baseado no artigo 73 do estatuto. Ele diz o seguinte:

Pela interpretação, a obrigatoriedade de alcançar 20 conselheiros seria conseguida pelo fato de conselheiros (que são associados) terem aprovado o pedido. Caso o pedido seja aprovado, a eleição ocorreria de forma presencial em São Januário.

O Edital de Convocação da Assembleia Geral ainda não foi publicado. É ele quem definirá as regras do pleito. E, na atual divergência, a tendência é que o caso vá parar mais uma vez na Justiça.

Quem julga o pedido de impugnação?

O artigo 66 do estatuto define que o presidente da Assembleia Geral tem de constituir uma Mesa Diretora. Ela é composta pelas seguintes pessoas:

Artigo 73 do Estatuto do Vasco da Gama
Artigo 73 do Estatuto do Vasco da Gama (Foto: Reprodução)

Presidente e vice da Assembleia Geral

Presidente e vice do Conselho Deliberativo

Presidente e vice do Conselho de Beneméritos

Dois secretários escolhidos pelo presidente da Assembleia Geral

O que diz Mussa?

“Eles têm a maioria, o Conselho é dele (Roberto Monteiro). Isso já sabíamos. O que eu posso fazer? Não vou discutir. A Justiça é que tem que determinar. Gosto de cumprir ordem. O que a Justiça determinar vamos fazer, dentro da lei. Participei da primeira reunião, julguei que não teria votação. Mas a decisão foi feita e eu respeito. Vamos aguardar. Ainda não conversei com jurídico. O que for bom para o clube e dentro da lei, vamos fazer. Fui eleito para fazer o melhor para o clube dentro da lei, de acordo com a Justiça. Se a Justiça determinar que não terá votação online, não farei online”.

O que diz Roberto Monteiro?

“O Conselho Deliberativo se posicionou e fez uma recomendação contrária à eleição online. A lei fala que o sistema virtual deve ter segurança e, conforme especialistas consultados, não há tempo para elaborar e testar o sistema. É muito inseguro ter uma Assembleia Geral com votação virtual sem essa margem de teste. Como pode fazer uma votação sem comprovar a segurança? Como o edital ainda não foi publicado, o Conselho Deliberativo se posicionou. É uma recomendação. O artigo 8 do Regimento Interno diz que se pode deliberar sobre matéria correlacionada à pauta de convocação, foi o que foi feito.”

A moção de repúdio e a nova comissão

Werson Rego é sócio do Vasco e desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A moção foi aprovada pois ele, no entender dos votantes, teve comportamento impróprio nas redes sociais ao criticar conselheiros e supostamente desrespeitar a Lei Orgânica da Magistratura ao se posicionar politicamente na eleição do clube. O requerimento aprovado foi apresentado pelo grande benemérito Itamar de Carvalho.

A nova comissão que avaliará se Mussa cometeu novas irregularidades foi aprovada após pedido de Campello. No entender do presidente do clube, Mussa usurpou o poder ao enviar ofícios a outros órgãos. Ele não teria o poder de representar o Vasco.

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
18 de maio de 2021
Sub-17: Victor Araújo participa do quadro ‘1 Minuto de Resenha’; assista

Assista ao zagueiro Victor Araújo, do Sub-17 do Vasco da Gama, se apresentando à torcida no quadro 1 Minuto de Resenha.

Sub-20: Vasco assina contrato com o atacante Elias Ovelar

Vasco da Gama oficializou a contratação do atacante paraguaio Elias Ovelar, que chega para reforçar a equipe Sub-20 do Cruzmaltino.

17 de maio de 2021
Sub-20: Vasco estreia na Taça Guanabara contra o Boa Vista nesta terça-feira

O time Sub-20 do Vasco da Gama da o pontapé inicial na busca pelo bicampeonato Estadual diante do Boavista nesta terça-feira (18).

Talles Magno declara seu amor pelo Vasco e afirma que não jogaria no Flamengo

De saída do Vasco da Gama, Talles Magno não escondeu seu carinho pelo Cruzmaltino e desconsiderou a possibilidade de jogar no Flamengo.

Desembargadora mantém reintegração dos 186 funcionários no Vasco

O Vasco da Gama recorreu em segunda instância, mas teve seu pedido negado e tem até esta quarta-feira para reintegrar os funcionários.

De saída! Veja os números de Talles Magno pelo Vasco

Confira agora os números do atacante Talles Magno pelo Vasco da Gama, ele que está fechando com o New York City, dos Estados Unidos.

Assista aos bastidores de Botafogo 0 x 1 Vasco pela decisão da Taça Rio

Confira agora os bastidores da vitória do Vasco da Gama por 1×0 sobre o Botafogo, no jogo de ida da semifinal da Taça Rio.

Talles Magno pode se tornar a 2ª venda mais cara da história do Vasco

Podendo chegar a R$ 63 milhões, o atacante Talles Magno pode ficar atrás apenas de Paulinho na lista de vendas do Vasco da Gama.

Procuradoria do TJD-RJ arquiva pedido de anulação da partida entre Vasco e Inter

A procuradoria do TJD-RJ arquivou o pedido de anulação da partida entre Vasco da Gama e Internacional, pelo Campeonato Brasileiro 2020.

Vasco encaminha venda de Talles Magno; atacante já está nos Estados Unidos

Talles Magno, revelado pelo Vasco da Gama, está nos Estados Unidos para assinar com o New York City por cinco temporadas.

Veja mais notícias