Confira os motivos que levaram Germán Cano a parar de balançar as redes

O atacante Germán Cano não balança as redes há cinco jogos e momento do artilheiro coincide com o jejum de vitórias do Vasco.

Germán Cano em treino do Vasco
Germán Cano em treino do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Após um início de trabalho animador, o Vasco atravessa seu pior momento sob o comando de Ramon Menezes. Mais do que a nítida queda de rendimento, os números retratam a fase ruim da equipe. São cinco jogos sem vencer, incluindo dois empates e três derrotas.

O jejum coincide com a seca de Germán Cano. O argentino não marca há cinco jogos. Seu último gol foi justamente na última vitória do Vasco, no 3 a 2 contra o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro, em 13 de setembro.

Ramon minimizou o jejum de Cano, após de a derrota para o Atlético-MG.

– O Cano é um dos artilheiros da competição. Daqui a pouco vai voltar a fazer gols. Meu foco é recuperar todos – disse o treinador.

De fato, não parece ser o caso de apontar uma eventual má fase do argentino. Entre os torcedores, não há quem conteste seu goleador. Mas o jejum de cinco jogos chama atenção. Afinal, Cano vivia uma regularidade impressionante. Foram 16 gols na temporada, sete deles no Brasileiro. Após a vitória sobre o Botafogo, a Fifa o apelidou de “Máquina de Gols”.

O ge foi atrás para tentar entender os motivos que levaram Cano a parar de balançar as redes. Houve chances desperdiçadas? Sim, mas os números mostram que o argentino foi menos municiado nos últimos jogos.

Alguns fatores que podem ajudar a explicar:

1) Ausências dos garçons Benítez e Andrey

Andrey e Benítez são os caras que mais deram passes para finalizações de Cano no Brasileiro. Nesse período de seca, a dupla foi desfalque em alguns jogos. O argentino foi ausência contra Coritiba e Bragantino, enquanto o volante ficou fora por três jogos, no primeiro encontro diante do Botafogo, na Copa do Brasil, e também nos jogos no Couto Pereira e contra o time de Bragança Paulista, em São Januário . Os dois, porém, estiveram em campo contra o Atlético-MG, e Cano pouco apareceu na partida. Suspensos, Andrey e Benítez desfalcam o Vasco mais uma vez nesta quarta, contra o Bahia.

Ranking dos garçons de Cano no Brasileiro

Ranking dos garçons de Cano no Brasileiro
Ranking dos garçons de Cano no Brasileiro (Foto: ge)

2) Menos finalizações por jogo

Até a 10ª rodada, Cano finalizou 19 vezes a gol. Ele tinha uma média de 2,1 arremates por jogo. Nos últimos três jogos (contando só Brasileiro) foram somente quatro finalizações – média de 1,3 por partida. Uma redução de 62% na média de finalizações por jogo.

3) Menos minutos em campo

Em 2020, Cano permaneceu em campo pelo Vasco 43h40min14s (ou 2.620 min) – média de 93 minutos por jogo.
Antes das cinco últimas partidas ele tinha média de 94 minutos em campo (2.176 min no total).
Nas últimas cinco partidas, Cano foi substituído duas vezes e ficou em campo 443 minutos em campo – média de 88 minutos por jogo.
As substituições não têm relação com o momento do atacante. Ramon explicou que vem sacando o argentino para não “estourar” seu artilheiro. Cano participou de todos os jogos do Vasco desde que o futebol foi retomado, após a pandemia. São 17 jogos seguidos.

As chances de Cano nos últimos 5 jogos

Botafogo 1 x 0 Vasco

No jogo de ida contra o Botafogo pela Copa do Brasil, o artilheiro recebeu de Benítez nas costas da zaga e pegou de primeira. Gatito fez grande defesa.

Coritiba 1 x 0 Vasco

Cano teve duas chances no jogo. A primeira criada por ele próprio. O atacante roubou a bola na intermediária e chutou de longe. Wilson salvou o Coxa.

A outra oportunidade surgiu de um cruzamento de Bruno César da esquerda. Cano pegou de primeira e parou outra vez em Wilson.

Vasco 1 x 1 Bragantino

Logo no início do jogo, em São Januário, Juninho cruzou nas costas da defesa, e Cano surgiu livre para cabecear para fora. Chance desperdiçada que o argentino não costuma perder.

Fonte: Globo Esporte

Leia mais sobreGermán Cano
5 comentários
  • João Batista Bernardo - 9 de outubro de 2020

    O Ramon è cego não que quando o adversårio ataca o vasco não marca , só cerca e recua e os adversarios vão avançando, os dois laterais afunilam para o meio da área deixando verdadeiras nss laterais do campo do Vasco e o adversario cruza á vontade sem marcaçao . Esse é um erro antido do Vasco, os 2 laterais deixam o adversårio cruzar à vontade. O Ramon devia ver o jogo pela TV ao nível do campo ele nâo vê. Todos que jogam contra o Vasco se aproveitam da fragilidade da marcaçâo nas laterais. Outri grave erro é achar que Ribamar e Felipe Bastos são jogadores de futebol só msrcaram 2 gols cada um. Agora vso demorar pelo menos um ano pata marcar de novo. Se continuar assim vai ficar na segunda parte da tabela. Outra grande falha é o jogador do Vasco não saber que puxar o braço do adversårio ou a camisa ou o ombro , dentro da área, é penalti.Até os jogadores do sub-14 sabem disso.

    Responder
    • João Batista Bernardo - 9 de outubro de 2020

      O Ramon devia ler os comentårios e responder porque não corrige esses erros crassos.

    • João Batista Bernardo - 9 de outubro de 2020

      O novo técnico devia ser o Jair Ventura, se o Campello entendesse de futebol r não o Ramon. O Jair enxerga esses erros crassos de marcação.

  • junin - 6 de outubro de 2020

    O Unico motivo : Time q n tem meio campo , n ganha jogo. O do vasco só joga p trás q nem caranguejo.

    Responder
  • carlos Albert goes - 6 de outubro de 2020

    O time e muito fraco só tem os dois argentino o resto não faz diferença

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
17 de setembro de 2021
Jogo contra o Cruzeiro marcará o reencontro entre Vasco e Vanderlei Luxemburgo

O jogo entre Vasco da Gama e Cruzeiro no próximo domingo marcará o reencontro do Cruzmaltino com seu ex-técnico, Vanderlei Luxemburgo.

Vasco solicita apenas 1 mil torcedores para o jogo contra o Cruzeiro

O Vasco da Gama teve o pedido atendido pela prefeitura do Rio e o Conselho Arbitral da CBF liberou a presença de público na Série B.

Fernando Diniz nega desgaste físico dos jogadores do Vasco contra o CRB

Técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz disse que os jogadores não tiveram desgaste físico no jogo contra o CRB.

Germán Cano se torna o 6º maior artilheiro do Vasco no século XXI

O atacante Germán Cano chegou a 39 gols e empatou com Alecsandro como sexto maior artilheiro do Vasco da Gama neste século.

Eduardo Paes brinca sobre público no jogo entre Vasco e Cruzeiro: ‘Fazendo meu lobby’

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro disse que fez ‘lobby’ pela liberação de público no jogo entre Vasco da Gama e Cruzeiro.

Efeito estreantes! Vasco acumulou números superiores que o CRB em empate

Nas estreias de Fernando Diniz e Nenê, o Vasco da Gama elevou o nível de atuação, mas ainda pecou individualmente e deixou a vitória escapar.

Zeca recebe o 3º amarelo e será desfalque contra Cruzeiro

O lateral-esquerdo do Vasco da Gama, Zeca, levou o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão automática diante da Raposa.

Diniz projeta vitória contra o Cruzeiro e cita importância da torcida em São Januário

Fernando Diniz, técnico do Vasco da Gama, projetou a vitória contra o Cruzeiro e desejou que a torcida esteja em São Januário.

Nenê deixa boa impressão em sua reestreia pelo Vasco

Em sua reestreia pelo Vasco da Gama, Nenê deixou boa impressão e arrancou elogios de torcedores cruzmaltinos.

Prefeitura do Rio libera e Vasco pode ter torcida em São Januário contra o Cruzeiro

Com o novo decreto da Prefeitura do Rio de Janeiro, o Vasco da Gama está prestes a ter de volta a torcida no Estádio de São Januário.

Veja mais notícias