Confira o que deu certo e o que deu errado no Vasco contra o Grêmio

O Vasco da Gama conseguiu segurar o Grêmio em Porto Alegre, mas Martín Silva falhou e concretizou a derrota por 2x1.

Enfrentar o Grêmio em Porto Alegre não é das tarefas mais fáceis. O Vasco conseguiu cumprir sua missão até os últimos minutos, quando Martín Silva falhou num chute de longe, que decretou a vitória do Grêmio por 2 a 1. Porém, analisando o rendimento do time, é possível tirar lições positivas.

Ao contrário do esperado, o Vasco começou o jogo sem abdicar do ataque. Com Thiago Galhardo no meio-campo no lugar de Fabrício, o time ganhou mais jogadas ofensivas e equilibrou a partida - o gol de Galhardo em tabela com Maxi foi o ápice.

Na defesa, a situação era inusitada. O Vasco até se fechava bem e conseguia controlar o time do Grêmio. Com exceção de um jogador: aberto pela direita, quase como um ponta, Léo Moura recebeu inúmeras bolas com liberdade - Marrony fechava por dentro e ficava distante do veterano, enquanto Ramon se ocupava da marcação de Alisson.

Em uma das chances que teve para atacar, Léo Moura cruzou na cabeça de Jael para empatar.

- Quando falo em fase defensiva de qualidade, os confrontos, tabelas, têm que ser de muita qualidade. Eles tiveram um gol que foi um pouquinho de azar. Na bola dividida, a bola sobra para o Leo Moura. Tínhamos que criar mais jogadas pela esquerda para evitar que o Leo Moura atacasse. Infelizmente não conseguimos - disse o técnico Alberto Valentim após a partida.

Pressão do Grêmio no segundo tempo

Valentim só conseguiu consertar o problema no segundo tempo, com a entrada de Rildo no lugar de Marrony. Mas, então, surgiu outra questão: o Vasco não conseguiu mais jogar. O jogo equilibrado da etapa inicial deu lugar a uma pressão crescente do Grêmio.

A defesa cruz-maltina segurou o quanto pôde. Mas o volume de ataque gremista acabou prevalecendo no chute de longe de Matheus Henrique, que definiu a vitória na falha de Martín Silva. No geral, a impressão é de que o time cansou no fim, embora os jogadores neguem.

- Não acho que o time cansou, não. Quem cansou fui eu. Achei que o time suportou bem. O Grêmio jogando em casa aproveitou. Acho que faltou aproveitarmos os espaços que o Grêmio nos deu no segundo tempo - analisou o zagueiro Ricardo.

A derrota vai doer - talvez mais porque o Vasco conseguiu equilibrar a partida e fazer um bom jogo. Mas outros fatores, muitos que fogem do planejamento tático de um jogo, pesaram.

Leia mais sobre: Vasco x Grêmio, Campeonato Brasileiro

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »