Confira o despenho dos jovens do Vasco contra o Flamengo

Os garotos do Vasco da Gama não conseguiram vencer o clássico contra o Flamengo, mas serviu para ganharem experiência.

Mais do que a disputa por pontos no Campeonato Carioca, o clássico entre Vasco e Flamengo serviu para dar experiência a muitos jovens. Alguns deles, inclusive, sequer haviam estreado pelo time profissional. Do lado Cruz-Maltino, Abel Braga optou por levar apenas Gabriel Pec da equipe que empatou com o Bangu na estreia. Na derrota por 1 a 0 no Maracanã, algumas lições sobre a importância de contratar reforços e a observação de bons valores que podem ser importantes para a sequência em 2020.

A escolha se deu pela quantidade de jogos que o Vasco terá pela frente. Além disso, foi a oportunidade do treinador observar algumas peças em ação. Dos 20 relacionados para a partida, 18 foram formados na base vascaína (menos Ribamar e Marcos Jr). Entre os que foram titulares, Cayo Tenório e Juninho nunca haviam jogado pela equipe principal. Outros três, Ulisses (1), Miranda (2) e Alexandre (1), fizeram poucas partidas fora do sub-20.

Quem saiu com destaque foram os volantes Andrey e Juninho. O primeiro vem desde o ano passado buscando oportunidades na equipe titular e, apesar de perder espaço na maior parte da temporada, conseguiu aparecer mais na reta final. Hoje, ele é visto por Abel Braga já como um dos experientes e parte do grupo principal, diferente dos outros jovens que passam por período de observação e adaptação. Já Juninho não sentiu o peso do primeiro jogo como profissional. Destaque da partida, o jogador pode ser importante para um Vasco que ainda busca reestruturar o setor depois de perder Fellipe Bastos e Fredy Guarín.

- Eu tenho trabalhado muito para aproveitar as oportunidades. Acredito que o resultado não pode manchar a atuação da equipe. Tivemos muita vontade e garra. Claro que é uma equipe jovem, então oscila muito durante a partida. Mas tenho certeza que não só eu, mas outros também tentaram aproveitar da melhor forma possível para ajudar o Vasco. Somos um grupo jovem e temos um grande ano pela frente - afirmou Andrey na zona mista após a partida.

Jovem, mas no grupo dos mais experientes, Gabriel Pec fez o décimo jogo no profissional e entrou para tentar salvar a criação, mas não foi eficiente. Foi também o caso de Tiago Reis e Ribamar, que apareceram mais vezes em 2019, mas são reservas e ainda lutam para conquistar espaço - ambos deixaram a desejar. Marcos Júnior teve atuação regular. Entre os que voltaram de empréstimo e carregavam bastante expectativa, o goleiro Jordi não teve muitos problemas, diferente do meia Lucas Santos, que foi mal.

Tiago Reis deixou a desejar no clássico

Na defesa, formada apenas por atletas mais novos, os laterais tiveram noite complicada, mas precisam se recuperar rápido, já que, atualmente, são os reservas imediatos na direita e na esquerda. Cayo Tenório se saiu um pouco melhor, apesar de ter sofrido com as investidas do Flamengo. Já Alexandre sofreu na hora do gol e falhou na marcação, mas apareceu bem na fase ofensiva no restante do confronto. Miranda - na fila atrás de Ricardo Graça - ficou devendo e também vacilou, enquanto Ulisses - primeiro reserva do lado direito da zaga - foi mais seguro.

- Tem sido um grande aprendizado não só para mim, mas para todos. Tentamos pegar o máximo dos mais experientes, como Castan, o Pikachu, que é quem joga na minha posição. Tentamos pegar dicas e toques para fazer o melhor dentro de campo - disse o lateral-direito Cayo Tenório.

Leia mais sobre: Vasco x Flamengo, Futebol, Miranda, Tiago Reis

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »