Entrevista coletiva de Alberto Valentim após o jogo contra o Fluminense

Alberto Valentim fez uma análise do desempenho do Vasco no clássico e lamentou a confusão do lado de fora do Maracanã.

Com um gol de Danilo Barcelos aos 35 do segundo tempo, o Vasco venceu o Fluminense por 1 a 0 neste domingo, no Maracanã, e garantiu o título da Taça Guanabara. O técnico Alberto Valentim comentou a estratégia do Cruz-Maltino para derrotar o rival e fez uma avaliação do futebol apresentado pela equipe.

- Eu gosto de ter a posse. Quando você joga com uma equipe como a do Fernando Diniz, em alguns momentos você vai conseguir roubar a bola no segundo terço do campo, mas nem todo jogo você consegue fazer isso. Com comando dos jogadores mais à frente e os dois da beirada, deixei que eles tomassem a decisão do momento de apertar a marcação. Acredito eu que o Fernando até queira isso um pouco, determinamos a altura da marcação.

"O Fluminense teve uma chance de gol, não nos criaram problemas defensivos com chances claras. Queríamos jogar mais, é uma cobrança que faço. A defesa melhorou, mas ainda precisa melhorar mais, e a parte ofensiva também. Mas estão todos de parabéns. Quero agradecer ao presidente por todo o empenho que tem sido feito", afirmou Valentim.

O técnico ainda lamentou as confusões entre torcedores do lado de fora do Maracanã. Para Valentim, as pessoas que comandam o futebol precisam mudar suas atitudes para melhorar a qualidade do espetáculo.

- Hoje, bateríamos o recorde do ano no Maracanã. É uma pena. Fica difícil criar condições para um campeonato de qualidade. Jogamos contra o Madureira num calor desumano, hoje quando vem uma partida legal, que o mundo está vendo, acontece isso. Um risco enorme.

"Arriscando vidas, falamos de crianças, de mulheres, de famílias. Temos de pensar um pouquinho. Se queremos que o futebol melhore, tem de partir das pessoas que comandam", refletiu Valentim.

Outras declarações de Valentim:

100% de aproveitamento na Taça Guanabara

- Fizemos uma reunião com a diretoria para que planejássemos e contratássemos as peças para 2018. Os jogadores mais importantes ficaram, procuramos trazer reforços pontuais para ajudar. Tivemos uma pré-temporada, é muito mais fácil começar com 90% dos jogadores já sabendo como é o trabalho, acelera muito o processo, mesmo sendo uma pré-temporada curta. Fomos a equipe que mais fez rodízio. Para dar certo, os jogadores têm de comprar a ideia, para depois levar para os jogos.

Maxi López

- Maxi eu pretendo utilizar não só como um segundo atacante, mas no lado também. E a gente ganha muito com a presença do Ribamar. Os gols vão sair naturalmente. Já conversei para ele ficar tranquilo.

Confusões

- A gente toda hora busca soluções para o futebol brasileiro melhorar. O Carioca é charmoso, com quatro grandes, e nós, principalmente nós que trabalhamos com futebol, precisamos ajudar para que o campeonato evolua. As pessoas importantes dentro do futebol tem de dar exemplo.

- Primeiro teria de ser feito um calendário pensando bem nas equipes menores, e não deixar morrer essa tradição nossa com tanta importância para os clubes e para os torcedores. Estamos falando do emprego de muitos jogadores e pessoas ligadas diretamente aos clubes.

Leia mais sobre: Vasco x Fluminense, Alberto Valentim

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »