Confira como fica o Vasco com as mudanças no futebol

O Vasco passou por mudanças do departamento de futebol e se organiza para pôr a casa em ordem durante a paralisação.

O mundo do esporte está parado, mas fora de campo o Vasco se movimenta para deixar a casa organizada antes do retorno das atividades. Antes da suspensão dos campeonatos por conta da pandemia do novo coronavírus, o treinador Abel Braga entrou em acordo com o clube para deixar o cargo. Pouco mais de três semanas depois, o Cruz-Maltino está próximo de fechar todo departamento de futebol antes de partir para as definições sobre o elenco.

Na parte do campo, Ramon Menezes vai comandar o time e terá Júnior Lopes como auxiliar. Nos bastidores, Léo Cupertino, que trabalhou com o ídolo do Vasco na Tombense-MG e estava no CRB-AL, será o preparador físico. Carlos Germano será promovido a treinador de goleiros. Ele antes era o auxiliar desta função, cargo que agora é de José Alberto Quitete, que integrava a comissão do sub-20. O Cruz-Maltino ainda avalia a contratação de um outro auxiliar técnico para Ramon, mas está sob análise.

- O pessoal que já está no clube eu tenho ótimo relacionamento. Nosso ambiente de trabalho é fantástico, envolvendo também os jogadores - disse Ramon Menezes durante a apresentação na VascoTV.

Ramon está no comando do elenco do Vasco

Experiência vem de cima

Como Ramon Menezes ainda não tem uma grande rodagem no futebol e terá no Vasco o primeiro grande desafio da carreira, o clube terá o fator experiência vindo de cima. Para ganhar mais força, o presidente Alexandre Campello optou por mais pessoas no setor, que antes praticamente todo gerido por ele. A decisão por Antônio Lopes como coordenador é pela ideia de ter mais alguém para trabalhar junto ao elenco e a comissão. PC Gusmão, também coordenador, é mais ligado à base.

O diretor executivo de futebol, André Mazzuco, ficará ainda mais focado no mercado, em buscar alternativas para o elenco vascaíno. José Luis Moreira, o vice-presidente, será o chefe de ambos e auxiliará Campello na busca por soluções para o melhor andamento do clube, inclusive com parceiros e salários. O mandatário seguirá participando das decisões.

- Eu, como coordenador, vou trabalhar mais com os jogadores e com a comissão técnica. Esse vai ser o meu papel. O Mazzuco tem um papel específico para desempenhar e o José Luís é meu chefe, vou estar sempre dando muita satisfação a ele - falou Antônio Lopes na VascoTV.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »