Confira como chega o Defensa y Justicia para o jogo contra o Vasco

O Defensa y Justicia, adversário do Vasco da Gama, ainda não venceu em 4 rodadas do atual campeonato da Argentina.

França Fernandes
Por França Fernandes
-  25 de novembro de 2020 às 10:29-  Atualizada em 25 de novembro de 2020 às 10:30
Defensa y Justicia vive má fase recente
Defensa y Justicia vive má fase recente (Divulgação/Conmebol)
data-full-width-responsive="true"

O desafio, agora, é continental. Mas assim como o Vasco, o adversário também vai mal das pernas. Nesta quinta-feira, o time encara o Defensa y Justicia, da Argentina, que ainda não venceu em quatro rodadas do atual campeonato local.

Comandado pelo ex-centroavante Hernán Crespo, o time entrou na Sul-Americana após cair na fase de grupos da Copa Libertadores por um gol dos Santos, nos acréscimos do segundo tempo. Antes de cruzar o caminho do Vasco, a equipe passou pelo Deportivo Luqueño, do Paraguai, na fase anterior.

– O time começou bem com o Crespo, antes da pandemia, até empatou no Monumental – o River poderia ter tirado o título do Boca, que ganhou na rodada seguinte – explicou ao LANCE!, Marcos Sitnner, da página especializada Planeta Defensa y Justicia. E concluiu:

Dos últimos oito jogos, ganhou um. Faz cinco partidas que não ganha. Crespo joga com um esquema de três zagueiros, mas recebe críticas porque o time toma muitos gols e não consegue consolidar o sistema, tampoco o muda. Muita gente já não gosta – explica.

Apesar de não estar bem nas últimas semanas, o time de Florencio Varela, na Grande Buenos Aires, preservou jogadores na rodada de fim de semana. Cinco jogadores estiveram fora na derrota para o Colón, por 2 a 0. David Martínez e Marcelo Benítez nem estavam relacionados; Brain Romero e Francisco Pizzini entraram no decorrer da partida.

Fonte: Lancenet

Leia Mais Sobre