Confira a analise da atuação do Vasco contra o Boavista

A equipe do Vasco da Gama mais uma vez não fez uma boa atuação, mas conseguiu vencer o Boavista pela persistência.

O Vasco não desistiu, conseguiu vencer o Boavista por 1 a 0, com gol nos acréscimos de Germán Cano, mas a exibição em Cariacica é preocupante. Com os titulares de volta, a equipe principal não mostrou qualquer tipo de evolução em relação à estreia contra o Bangu. Valeu pela raça, persistência e pelos três pontos. E só.

Abel Braga não se cansa de dizer que o Vasco ainda está em pré-temporada. De fato, o time teve várias perdas em relação ao ano passado, vem treinando há pouco tempo e ainda passa por um período de adaptação ao treinador. No entanto, era de se esperar um pouco mais em campo. Contra o Boavista, o futebol, mais uma vez, foi pobre e pouco inspirado.

Apesar das vaias e da impaciência da torcida, é cedo para apontar dedos. Foi apenas o segundo jogo de Abel Braga com a equipe titular. Seria leviano acusá-lo de não estar buscando soluções. Com poucas caras novas e muitos garotos da base, o treinador tenta encontrar a melhor formação, embora tenha poucas opções.

Juninho ganha chance, mas sai no intervalo

Um teste foi a entrada de Juninho no lugar de Gabriel Pec. Não deu certo, ao menos contra o Boavista. Na primeira vez que jogou com a equipe titular, o garoto, destaque contra o Flamengo, não foi bem e foi substituído no intervalo. Pec, que havia deixado a equipe, voltou e deu a assistência para Cano.

O argentino, aliás, é uma boa novidade. Não teve muitas chances, mas foi oportunista no fim e garantiu a vitória com um gol nos acréscimos. Se a falta de um artilheiro foi um dos problemas na temporada passada, o Vasco parece enfim ter encontrado seu matador. A conferir.

Germán Cano fez o gol da vitória do Vasco

Talles e Marrony também tiveram lampejos. Na falta de um armador, o Talles recuou no primeiro tempo e participou das principais ações ofensivas do Vasco, com passes em profundidade. Mostrou repertório, mas faltou a colaboração dos companheiros.

Marrony também foi muito participativo, especialmente na primeira etapa. Faltou calibrar o pé. Mas não se omitiu.

O Vasco mostrou ainda ter muitos problemas, mas saiu de campo fortalecido com a primeira vitória. Tirou também o peso após marcar o primeiro gol no ano. Ainda é pouco, há muito a ser feito e ficou nítido que o time vai precisar de reforços. Não dá para jogar todo peso nas costas da garotada.

Mesmo assim, a vitória manteve o Vasco vivo na Taça Guanabara. Um tropeço praticamente tiraria as chances de classificação e levantaria ainda mais dúvidas sobre o time.

Leia mais sobre: Vasco x Boavista, Campeonato Carioca

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »