Castan revela cobrança mas se rende ao futebol de Riquelme: ‘O céu é o limite para ele’

O capitão do Vasco da Gama, Leandro Castan, revelou que pega no pé do garoto Riquelme, que considera um fenômeno.

Leandro Castan, zagueiro do Vasco da Gama
Leandro Castan, zagueiro do Vasco (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF)

Leandro Castan foi mais um a se juntar no coro por Riquelme, grande destaque do Vasco na vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba, conquistada no sábado, em São Januário. O capitão brincou no Instagram ao escrever repetidamente o nome do jogador que mais foi gritado pela torcida durante o último jogo na Colina Histórica.

Castan, porém, não grita “Riquelme, Riquelme, Riquelme” apenas para exaltar. O faz também para incentivar, cobrar e deixar o atleta mais jovem do elenco vascaíno ligado e pronto para desenvolver seu melhor futebol. Por isso admite ser chato com o “fenômeno” da lateral esquerda vascaína.

– É um motivo de muito orgulho estar acompanhando o crescimento dessa garotada e em especial o dele, que, para mim, é um fenômeno. Joga muita bola mesmo. Sou sempre chato com ele porque eu sei que o potencial que ele tem. Acho que o céu é o limite para ele. Eu sempre estou ali tentando ajudar, dando uma força. E esse meu jeito chato de ser é para deixar todo mundo ligado durante o jogo – afirmou o camisa 5 após o triunfo sobre o Coxa.

Castan é elogiado por jogadores
Castan é elogiado por jogadores (Foto: Reprodução / Instagram de Leandro Castan)

Além de Riquelme, outro capítulo importante da tarde de sábado foi a festa dos vascaínos em São Januário. Todo o apoio demonstrado deixou em Leandro Castan um sentimento de que o Vasco, apesar das dificuldades, voltará à elite do futebol brasileiro.

– A torcida do Vasco faz a diferença. Um dos motivos para eu voltar ao Brasil é que chegou um momento da minha carreira, e com todo respeito ao Torino e ao Cagliari, comecei a rodar por equipes pequenas e eu sentia falta dessa questão da torcida. Chegou a pandemia e quando não tinha torcedor no estádio, era realmente muito ruim jogar sem torcida. Hoje vendo a torcida fazendo a festa dá o sentimento de que valeu a pena continuar aqui. Tenho certeza que, agora com o torcedor, vamos voltar para a Série A e nunca mais sair de lá.

Em relação ao jogo, Castan afirmou que a postura do Vasco do início aos minutos finais foi fundamental para vencer o Coritiba.

– Acho que foi o espírito de pegada do nosso time, corremos pra caramba o tempo todo e conseguimos sair com o resultado. Está todo mundo de parabéns. Está num momento da competição em que a gente não pode mais errar. Acho que fizemos um grande jogo contra o time que foi líder durante quase toda a competição, um adversário difícil.

Fonte: Globo Esporte

Leia mais sobreLeandro CastanRiquelme
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
30 de novembro de 2021
Time da Virada recolherá assinaturas para a realização da AGE no Vasco

O Movimento Time da Virada estará na frente de São Januário neste sábado coletando assinaturas para a realização da AGE.

Edu reitera desejo de jogar no Vasco

Artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro 2021, o atacante Edu, do Brusque, reiterou o desejo de defender o Vasco da Gama.

Vasco disputa prêmio de melhor campanha de responsabilidade social

Por conta da camisa lançada em apoio ao movimento LGBTQIA+, o Vasco da Gama concorre ao prêmio de melhor campanha de responsabilidade social.

Péssima campanha no 2º turno ajuda a explicar fracasso do Vasco na Série B

Depois de um primeiro turno fraco, o Vasco da Gama fez um segundo turno ainda pior na Série B, influenciando no não acesso.

Confira números do Vasco na Série B 2021

Confira números do Vasco da Gama na Série B do Campeonato Brasileiro 2021, os quais não permitiram o acesso.

Movimentações do Vasco no mercado: veja quem chega, quem sai e quem fica no Clube

O Vasco da Gama reformulará o departamento de futebol para a temporada 2022 e já busca por reforços para o elenco.

Reportagem destaca que o Sócio Gigante tem plano destinado aos animais; assista

A reportagem mostrou que o Vasco da Gama, no programa Sócio Gigante, tem uma categoria especial para os bichos de estimação.

Vasco é multado por objetos jogados em São Januário no jogo contra o CSA

Por conta de objetos jogados em São Januário no jogo contra o CSA, o Vasco da Gama terá que pagar multa de R$ 5 mil.

Conheça a história do Dom Corvo I e Único, mascote do Vasco nas décadas de 40 e 50

O Vasco da Gama teve o Dom Corvo I e Único como símbolo de sorte nas décadas de 40 e 50, mas que perdeu força a partir de 60.

Alexandre Mattos afirma que acerto com outro clube freou conversas com o Vasco

O diretor executivo Alexandre Mattos disse que teve uma boa conversa com o presidente do Vasco da Gama, Jorge Salgado, mas não avançou.

Veja mais notícias