Adversários da final, Castan e Rodrigo Caio têm semelhanças

Os zagueiros Leandro Castan e Rodrigo Caio têm semelhanças em suas trajetórias antes de chegar no Vasco x Flamengo.

Comandantes das defesas de Flamengo e Vasco na final do Carioca, neste domingo, Rodrigo Caio e Leandro Castán farão mais um duelo no Maracanã. Os dois jogadores ainda não completaram nem um ano em seus clubes, mas se tornaram peças importantes. Apesar de terem estilos diferentes dentro de campo, eles têm semelhanças em suas trajetórias até chegarem ao Rio de Janeiro.

O defensor vascaíno chegou primeiro a terras cariocas. Anunciado pelo Vasco em 3 de agosto, Castán tem 31 jogos com a camisa cruz-maltina, com 14 vitórias, 11 empates e seis derrotas. Rodrigo Caio, por sua vez, foi contratado em 29 de dezembro do ano passado e conta com 18 jogos, 14 vitórias, dois empates, duas derrotas e um gol marcado.

Antes do Rio...

Antes de desembarcarem no Rio de Janeiro, os zagueiros ganharam destaque no futebol paulista. Formado no São Paulo, de onde saiu para o Flamengo por R$ 22 milhões (por 45% dos direitos) com 25 anos, Rodrigo Caio estreou nos profissionais em 2011 sempre cercado de grande expectativa.

No mesmo ano, Castán fez a maior quantidade de jogos com a camisa do Corinthians, sendo titular absoluto e campeão brasileiro. Em 2012, conquistou a Libertadores com Tite e se transferiu para a Roma depois do título.

Apesar de o zagueiro vascaíno ter sua melhor temporada em 2013/2014 na Roma, Castán sofreu com um sério problema de saúde: um tumor na cabeça o afastou dos gramados. Quando voltou a jogar, foi emprestado para outros clubes na Itália e não teve o mesmo destaque. Depois de passar por Sampdoria, Torino e Cagliari, Castán rescindiu seu contrato com a Roma e assinou com o Vasco no meio do ano passado. Em março de 2019, renovou até o fim de 2022.

Como chegam para domingo

Os jogadores chegaram ao Rio como uma certa dúvida sobre o quanto poderiam acrescentar. Castán, pelos 32 anos e o pelo aspecto físico, e Rodrigo por passar pela fase de cobranças em sua reta final no São Paulo. Mas a desconfiança acabou rápido. Os dois conquistaram a torcida e se tornaram titulares absolutos e peças importantes das equipes.

Os zagueiros têm características diferentes. Enquanto Rodrigo Caio é mais técnico, bom na saída de bola e nas antecipações, Castán faz mais o estilo xerifão, que gosta do duelo direto com os atacantes adversários e não se incomoda com as trombadas.

Às 16h do próximo domingo, no Maracanã, eles estarão frente a frente mais uma vez. No primeiro jogo da final, melhor para o defensor rubro-negro, que saiu de campo com a vantagem de 2 a 0 no placar. Para ser campeão, o Vasco tem que vencer por três ou mais gols de diferença. Em caso de uma vitória cruz-maltina por dois gols de diferença, a decisão será nos pênaltis. Qualquer outro resultado dá o título de campeão carioca para o Flamengo.

Leia mais sobre: Vasco x Flamengo, Leandro Castan

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »