Campello se absteve na votação das contas de Eurico Miranda

Alexandre Campello afirmou que se absteve do voto por não concordar com os critérios adotados pelo Conselho Fiscal do Vasco.

Com a presença de 171 membros, o Conselho Deliberativo do Vasco aprovou as contas de 2017, referentes ao último ano da gestão de Eurico Miranda à frente do clube. A reunião contou com a abstenção do presidente Alexandre Campello, que abriu mão do voto contra ou a favor da gestão de seu antecessor.

O placar ficou em 112 a 47. Na reunião, ficou acertado que o balanço financeiro produzido por Eurico Miranda e não o de responsabilidade de Campello, seria o considerado para efeito das contas do clube.

O encontro confirmou a vitória da aliança entre o grupo Casaca, que sustenta Eurico Miranda politicamente, e a Identidade Vasco, principal oposição ao presidente Alexandre Campello desde que romperam, em maio.

O dirigente justificou a abstenção do voto por não concordar com os critérios adotados pelo Conselho Fiscal, que desde o início optou por escolher o balanço produzido por Eurico Miranda para apreciação.

O presidente Alexandre Campello alegou riscos de o Vasco ser punido na esfera federal por desconsiderar o balanço publicado em abril, assinado por ele, conforme manda a legislação. Integrantes do grupo Sempre Vasco, incluindo Julio Brant, reforçaram o discurso, em vão.

Leia mais sobre: Alexandre Campello

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »