Campello fala sobre dívidas com elenco, JJ Invest e patrocínios para 2019

Campello falou sobre dívidas com o elenco da gestão passada, possível patrocínio da JJ Invest e planejamento para 2019.

O presidente Alexandre Campello já consegue ver com mais otimismo o horizonte do Vasco para o ano que vem. Primeiro, foi a interrupção, ainda que temporária, do processo judicial que pode levar a uma nova eleição para o clube. Depois, veio a assinatura do empréstimo de R$ 38 milhões, que serão usados para o clube fechar as contas de 2018.

Sem tantos problemas imediatos para resolver, ele pode se concentrar em algo fundamental para o Vasco na próxima temporada: a assinatura de um patrocínio máster para o uniforme.

O que esse dinheiro do empréstimo significa para o Vasco?

Fizemos um planejamento para ficarmos em dia com uma série de pagamentos, como água, luz, empresas que fazem manutenção das sedes, serviços que São Januário precisa. Tem também os acordos que foram realizados. Fizemos um trabalho de renegociação das dívidas. Fizemos um estudo para que todos os credores fossem listados, colocados em ordem de prioridade, e começamos a negociar com os credores de acordo com esse fluxo de caixa. Em 2019, minha capacidade de pagamento aumentará. Fizemos um cenário para que eles recebam um valor esse ano e, a partir do ano que vem, recebam mais. Tivemos êxito nessas negociações, muitos credores ficaram satisfeitos. Com a entrada desse dinheiro, vamos retomar esses pagamentos. Quando a eleição foi anulada, conversamos, eles entenderam a situação, mas essa espera não seria para sempre. Estamos em um trabalho de redução de custos do clube.

A dívida que existe da gestão passada, referente a salários, 13º e férias de 2017, será paga?

Essa é a ideia. Vamos pegar o passivo, chamar essas pessoas, negociar com elas de forma coletiva. Não vamos pagar de imediato, mas sim em algumas parcelas. Chegaríamos em 2019 zerados de passivo não negociado. Nossas dívidas seriam de longo prazo. Assumi o clube com uma dívida de curto prazo muito grande.

Vai ser possível trabalhar melhor o planejamento para 2019?

Um grande problema é que a oposição, ao manter esse processo eleitoral, cada vez que se cria um fato novo, faz com que nossa energia toda fique voltada para resolver essas questões. Isso impede que trabalhemos nosso planejamento estratégico. Esperamos que, a partir de agora, teremos tranquilidade para montar o trabalho de 2019. Que o ano seja tranquilo no ponto de vista financeiro e bom no âmbito esportivo.

E como estão as conversas sobre patrocínio?

Tínhamos conversas bem avançadas com duas empresas, mas infelizmente elas recuaram depois da questão jurídica. Vamos ver se conseguimos retomar. Esse é um momento crucial para o Vasco, para negociarmos um patrocínio máster para o clube. Já conseguimos muito, há anos que o Vasco não tinha tantos patrocínios. Isso é fruto do nosso trabalho. Tivemos uma conversa com o Banco Inter, mas elas pararam. Foi algo que surgiu com um valor maior, condizente com o que imaginamos para o clube.

E a JJ Invest?

Ela é uma empresa que nos procurou, oferecendo um investimento menor. Conversamos, colocamos nossas exigências e, por enquanto, não tem nada definido.

Leia mais sobre: Alexandre Campello

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »