Bruno César, Winck e Rafael Galhardo seguem com futuro indefinido

Bruno César, Cláudio Winck e Rafael Galhardo continuam treinando separados do elenco do Vasco e seguem com futuro definido.

Afastados do grupo à disposição de Abel Braga em 10 de janeiro, Bruno César, Cláudio Winck e Rafael Galhardo continuam no Vasco e sem futuro definido. O pouco mais de um mês de treinos em separado no CT do Almirante foram acompanhados de tentativas frustradas de realocá-los em novos clubes. Algo que não tem previsão para ser consumado.

Não há, por ora, possibilidade de rescisão contratual. Em dificuldade financeira, o que atrasa o pagamento de salários de atletas e funcionários, a direção cruz-maltina prefere a recolocação a um eventual distrato. Evitaria assim a obrigação de pagamento ao trio.

Do trio, o meia Bruno César e o lateral-direito Rafael Galhardo despertaram interesse de clubes que vão disputar a Série B. Porém, nenhuma situação avançou em ambos os casos. Winck teve uma sondagem de um clube da MLS, liga norte-americana de futebol, mas a consulta não se transformou em proposta.

Foi o diretor executivo de futebol, André Mazzuco, quem comunicou aos atletas, no dia 10 de janeiro, que eles não estavam nos planos do clube - eles participaram dos primeiros treinos da pré-temporada. Desde então, o trio trabalha no turno inverso aos treinos comandados por Abel Braga ou em sessões destinadas apenas a não relacionados aos jogos.

Jogadores seguem com futuro indefinido no Vasco

Contratado no início da temporada passada, Bruno César tem contrato até o fim deste ano ano. No entanto, perdeu espaço no Campeonato Brasileiro e vinha sendo pouco aproveitado. O contrato de Cláudo Winck também se encerra em dezembro. Rafael Galhardo, que retornou de empréstimo ao Grêmio, tem vínculo até janeiro de 2021.

Leia mais sobre: Rafael Galhardo, Bruno César, Cláudio Winck

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »