Basquete: Alberto Bial explica comemoração em vitória e exalta torcida

O técnico Alberto Bial afirmou que após vitória foi comemorar como torcedor e que a torcida vascaína sempre o emocionou.

Nem os 48 anos dedicados à carreira de técnico de basquete impediram que o treinador do Vasco, Alberto Bial, festejasse como um garoto a emocionante vitória vascaína em sua estreia no Novo Basquete Brasil, o NBB, diante do Universo/Caixa/Brasília, por 77 a 76, na tarde deste sábado, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. Quando o triunfo foi assegurado apenas nos últimos décimos, graças a um rebote quando o adversário tentava a virada na última bola, Alberto Bial tirou a camisa e ficou rodando-a no ar, festejando o resultado positivo junto aos torcedores do clube presentes na tribuna do ginásio.

Para o técnico, o resultado enche de brios um elenco que teve dificuldades para ver confirmada até mesmo sua participação no NBB:

"Conseguimos uma vitória que levanta a autoestima e faz o grupo ter esperanças de realizar uma campanha digna e honrada. Toda a equipe mostrou caráter e dignidade. Digo isso do fundo da alma. Mostramos bravura, luta e dedicação. Isso é o que esperamos nesta retomada do Vasco no basquete."

A respeito da comemoração, sem camisa e junto aos torcedores, o técnico não escondeu a emoção.

"Este é o grande barato do nosso trabalho e do esporte, algo que nos emociona a cada treino, a cada jogo. O esporte é diferente de qualquer outra atividade, porque sem um grande amor e sem dedicação, o objetivo não acontece. Então, quando se concretizou o objetivo, virei torcedor e fui comemorar com a galera. A torcida do Vasco sempre me emocionou", contou o técnico, feliz também por, na véspera, haver reencontrado um amigo com o qual trabalhara no Vasco há 20 anos, o dentista e cadeirante Érico, atualmente radicado na Capital Federal.

Bial considerou a partida com o Brasília digna de um basquete bem jogado. "Foi cheia de alternâncias, em favor de um lado e em favor de outro, sem que uma equipe abrisse mais de 8 pontos. O Brasília é uma equipe muito forte, mas demos sorte de pegá-la no começo do seu trabalho. Para nós, a vitória traz um alto astral, uma motivação extra. A equipe mostrou a valentia e a bravura que a camisa do Vasco sempre apresentou no basquete", enfatizou, exaltando a atuação do nigeriano-americano Nick Okorie, cestinha do confronto, com 29 pontos.

Na próxima sexta-feira, dia 19, às 19h, a equipe vascaína fará seu primeiro jogo em casa, no Ginásio de São Januário, contra o Joinville, em partida válida pela segunda rodada do campeonato nacional de basquete. Para o confronto, Bial espera contar com o apoio da torcida, em especial depois desta vitória diante de um time que investiu mais e era teoricamente favorito.

Leia mais sobre: Basquete

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »