Avante Gigante divulga nota sobre caso de racismo na Bolívia

O grupo político do Vasco da Gama, Avante Gigante, divulgou uma nota repudiando o caso de racismo ocorrido na Bolívia.

O Avante Gigante lamenta e repudia o ato de racismo ocorrido na noite passada, 19.02.2020, durante partida realizada pela Copa Sul-Americana, na Bolívia, cujo mando de campo detinha a equipe do Oriente Petroleiro.

Apesar de acreditarmos que se trata de um ato isolado, não podemos ignorar a lamentável atitude de parte daqueles torcedores, que proferiram gestos e palavras ofensivas em direção ao nosso atleta Alexander, goleiro revelado pela base vascaína e com futuro extremamente promissor.

Lastimável, também, a conduta da comissão de arbitragem, que nada fez. Pior, ainda puniu outros atletas do Club de Regatas Vasco da Gama.

O racismo, no Brasil, é considerado crime, tipificado pela Lei n° 7.716/1989.

Portanto, o comportamento dos marginais travestidos de torcedores e da comissão de arbitragem deve ser analisado, com a consequente punição dos mesmos.

Além da história vitoriosa, o Club de Regatas Vasco da Gama é reconhecido mundialmente por ser o pioneiro a contratar jogadores negros.

Leia mais sobre: Vasco x Oriente Petrolero, Sul-Americana

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »