André Mazzuco explica posição do Vasco sobre a arbitragem contra o Grêmio

O diretor executivo de futebol do Vasco da Gama, André Mazzuco, explicou posição do Clube sobre a arbitragem contra o Grêmio.

De olho em seu próximo compromisso pelo Campeonato Brasileiro, o clássico do próximo sábado (20/07) contra o Fluminense, o Vasco da Gama se reapresentou na tarde desta segunda-feira (15) no CT do Almirante, em Vargem Pequena. Antes do treinamento, o diretor executivo de futebol André Mazzuco concedeu entrevista coletiva e comentou a atuação da arbitragem no jogo diante do Grêmio. Na avaliação do profissional, o gol anulado de Yago Pikachu, no início da etapa final, foi determinante para o resultado adverso em Porto Alegre.

Confira a transcrição da entrevista coletiva de André Mazzuco:

- Atuação da arbitragem em Porto Alegre

"A análise do departamento jurídico está sendo feita. A gente realmente não concorda com o que ocorreu no jogo de sábado. Estamos muito insatisfeitos com o que aconteceu. Foi uma consequência para nós muito ruim. Vínhamos de uma preparação muito bem feita lá em Foz do Iguaçu e fizemos por onde ter um resultado melhor na partida, tanto é que marcamos o segundo e abrimos uma boa vantagem fora de casa. Foi quando aconteceu aquela confusão toda que terminou com a anulação do gol. Entendemos que o VAR é uma ferramenta importante hoje em dia. É uma tecnologia que veio para ajudar e o investimento para isso é muito alto, mas estamos entrando numa área de interpretação de lances que tem causado algumas confusões. No nosso jogo aconteceu exatamente isso. Houve a interpretação equivocada de um lance, na nossa visão desconectado e muito anterior ao lance que culminou no segundo. Não houve nenhum tipo de reclamação por parte dos atletas do Grêmio, então entendemos que ocorreu um equívoco que mudou o panorama do jogo. Na sequência do lance, vale lembrar, tivemos cartões amarelos distribuídos, tirando até um atleta nosso de uma partida importante. Isso é uma interferência que consideramos direta no resultado. O departamento jurídico está trabalhando nisso, até para ver qual a melhor medida a ser tomada".

- Critérios do VAR

"O VAR tem critérios que ainda não são muito claro, principalmente para quem está executando a tecnologia. Tem que ocorrer uma revisão desses critérios, por mais que se tenha critérios de gols, de pênaltis e cartões. A análise do lance é desconectada ao que ele gerou, até porque a jogada do gol em si ocorreu depois. Em segundo lugar, é claro, a interpretação. Hoje em dia muitos árbitros estão envolvidos e isso está tirando um pouco a autonomia do árbitro principal. Isso acaba gerando problemas. Tivemos um problema no jogo entre Botafogo e Palmeiras, onde por coincidência o árbitro do VAR foi o mesmo dessa partida nossa contra o Grêmio. Tudo isso tem que ser revisto e analisado. Hoje foi o Vasco, anteriormente outros times, e a gente acaba um mau uso da tecnologia, que veio para ajudar. Isso prejudica o trabalho que vem sendo executado por todos os clubes"

- Ação no STJD e cartão amarelo para Rossi

"Isso é com o departamento jurídico. O que eu posso afirmar é que o clube entende que é necessário tomar medidas dentro de uma linha coerente de atuação. A partir do momento que ocorre a anulação do gol e a interpretação de falta, você gera um cartão amarela para um atleta nosso, que acaba ficando suspenso de uma partida importante. É um conjunto de fatores, pois nos prejudicou no jogo e também na próxima partida"

- Reação do grupo após a partida e desafio diante do Fluminense

"Vínhamos de uma preparação muito comprometida. O trabalho em Foz de Iguaçu foi muito bom. Houve um engajamento muito grande dos atletas e de todos os integrantes da comissão técnica. Não temos o que falar sobre o trabalho e a dedicação. Isso foi demonstrado dentro da partida. A energia, a postura e a participação do grupo foi muito importante para nós, pois é o que estamos buscando para o Vasco. Lamentamos porque o jogo de sábado era uma consequência do que foi trabalhado. Lamentamos muito por isso. Merecíamos algo melhor, e fizemos por merecer dentro da partida. Fizemos o primeiro, chegamos ao segundo, e acabou ocorrendo essa situação adversa. A gente lamenta profundamente o que aconteceu, pelo trabalho e pelo resgate que estamos procurando fazer do Vasco da Gama. Todos sabem o problema que o clube enfrenta, mas nem por isso ninguém parou de trabalha, se engajar e se comprometer. A partir desse momento precisamos entender que temos um jogo importantissímo no sábado. Agora iremos nos fechar e trabalhar a semana pensando no Fluminense, uma partida que para nós será de recuperação. Tenho certeza que a torcida irá lotar São Januário, e isso nos dá mais motivação para fazer um ótimo jogo".

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »