Nota: acusado de agredir vascaínos não é funcionário do Hospital São Vicente de Paulo

O Hospital São Vicente de Paulo informou que o acusado colaborador da empresa Pare Bem, responsável pelo estacionamento.

De acordo informações publicadas no G1 e reproduzidas aqui no Vasco Notícias neste sábado (19), um dos suspeitos de agredir dois vascaínos em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na última quarta-feira, foi preso na sexta-feira quando trabalhava nas dependências do Hospital São Vicente de Paulo, Zona Norte do Rio.

Após o nome do referido Hospital ser citado como local de trabalho do acusado, a assessoria de comunicação entrou em contato com nossa reportagem para prestar o esclarecimento, em nota:

A direção do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) informa que o suspeito de agredir torcedores do Vasco em Duque de Caxias, detido nas dependências do hospital, é colaborador da empresa terceirizada Pare Bem, responsável pela gestão do estacionamento da unidade e não faz parte do corpo de funcionários do HSVP.

O caso retrata mais uma vez a triste realidade de intolerância e falta de respeito por parte de muitos torcedores, que deturpam a finalidade competitiva do esporte e a convivência saudável entre adversários.

Leia mais sobre: Notícias Exclusivas

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »