A Munição e a Cruz: o ‘Ramonismo’ e a missão que transcende os resultados

O Vasco da Gama de Ramon Menezes não encanta seus torcedores, mas tem o que o Gigante mais precisa: resultados.

Ramon Menezes
Ramon Menezes (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Esse começo de Campeonato Brasileiro tem sido surpreendente até para os vascaínos mais otimistas. Se passaram oito rodadas e o Vasco da Gama está entre os primeiros colocados com uma partida A MENOS, o confronto com o Palmeiras, em jogo atrasado da primeira rodada.

Mais precisamente, o Vasco está na quarta colocação com 14 pontos, somente três a menos do que o líder Internacional, que tem 17. Inclusive, o Gigante é o carioca mais bem colocado, aparecendo logo à frente do Flamengo, que está em quinto com a mesma pontuação, só que com saldo de gol inferior (6×1).

Além disso, o Vasco tem o segundo melhor ataque (11 gols) e a melhor defesa (cinco gols) da competição até o momento. No entanto, todos esses requisitos não estão sendo suficientes para que o Cruzmaltino seja acreditado por boa parte da imprensa e até por alguns torcedores. É nítido que existe um pouco de má vontade, mas o próprio Gigante deu Munição para tal desconfiança.

Para saber disso é só analisar as últimas temporadas do Vasco. Na grande maioria das vezes brigou na parte de baixo da tabela, e apenas figurou em outras competições importantes como a Copa do Brasil. Esse cenário fez com que o Cruzmaltino passasse uma imagem de um mero coadjuvante no futebol brasileiro.

Pela camisa que o Vasco tem, isso não é aceitável. Mas era o que se via em campo até ‘ontem’. Ainda é muito cedo para dizer que o Vasco virou essa página, e é aí que entra o papel do ‘Ramonismo’. É a grande oportunidade de tirar essa Cruz que o Cruzmaltino carrega por suas próprias ações num passado nada distante.

Não é um time brilhante. Longe disso. Tem seus defeitos, mas quem está jogando essa bola toda no Campeonato Brasileiro? Nem o líder Internacional está assim. Apesar de não estar jogando um futebol vistoso, o Vasco tem conseguido o que vale no fim das contas: RESULTADOS.

O grande medo da torcida e ponto destacado pela imprensa é em relação ao elenco do Vasco. Realmente, não é um plantel vasto de opções, principalmente quase se fala em substituto para o artilheiro Germán Cano, mas nos desfalques que já apareceram até o momento, o que viu foram os substitutos dando conta do recado dentro do possível.

Sim, o Vasco ainda vai oscilar dentro da temporada. Mas todos vão, é um processo que se repete sempre. Se vai conseguir se manter lá em cima? Não se pode afirmar que sim, mas também não se pode cravar que não, certo? “Ah, a torcida está se iludindo”. Não! Estão sendo simplesmente torcedores. Futebol é momento, como se costuma dizer.

A única certeza que se tem hoje é que o Vasco é um dos primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, e ainda segue vivo na Copa do Brasil e na Sul-Americana. Será uma sequência de temporada bastante árdua, desgastante e muita coisa ainda pode acontecer. Jogadores podem sair, outros podem chegar.

Mesmo nesse cenário de incertezas, o Vasco de Ramon Menezes já mostrou que merece um voto de confiança. É cascudo, é guerreiro, é batalhador. Um dos melhores elencos do Gigante nos últimos anos no quesito comprometimento, potencializado com algumas peças de qualidade acima da média, e um toque especial do técnico que os conhece muito bem.

Não espere um jogo bonito. Pode acontecer, mas não é necessariamente preciso quando se fala no nível do futebol brasileiro no momento. Futebol é resultado. Entre jogar bonito e ser cirúrgico, no fim das contas o que vale é o segundo. Meio a zero é GOLEADA quando não se pode ir além por suas limitações.

Vão tentar de todas as formas diminuir os feitos do Vasco, cabe ao torcedor filtrar tudo e seguir em frente. Se tudo der certo, o trabalho de Ramon Menezes trará bons frutos e o respeito que o GIGANTE merece. Se depender desse grupo, a chance é grande! Como diz Paulinho: “Nada é impossível para quem carrega a Cruz de Malta no peito”.

Leia mais sobreRamon Menezes
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
4 de agosto de 2021
Diego Fernández celebra primeiro gol pelo Sub-20 do Vasco: ‘Muito feliz’

O meio-campista do Vasco da Gama, Diego Fernández, ainda se mostrou satisfeito pelo desempenho da equipe e mirou o jogo contra o Athletico-PR.

Vanderlei está entre os goleiros com mais defesas na Série B

O goleiro do Vasco da Gama, Vanderlei, já realizou 44 defesas em 12 partidas disputadas na Série B até o momento.

Desfalques do Vasco contra o São Paulo

Confira os desfalques do Vasco da Gama para o jogo contra o São Paulo nesta quarta-feira, em São Januário, pela Copa do Brasil.

Edmundo mostra confiança na classificação do Vasco contra o São Paulo

Ídolo do Vasco da Gama, Edmundo se mostra confiante na classificação do Clube às quartas de finais da Copa do Brasil.

Vasco receberá R$ 3,45 milhões caso avance na Copa do Brasil

Caso se classifique para as quartas de final da Copa do Brasil, o Vasco da Gama receberá o valor de R$ 3,45 milhões.

Lisca espera Graça para decidir sobre reforço na zaga; Vasco observa outras posições

O técnico do Vasco da Gama, Lisca, pretende testar Ricardo Graça antes de decidir sobre ir ou não ao mercado em busca de zagueiro.

Vasco homenageará Adhemar Ferreira com patch na camisa contra o São Paulo

O Vasco da Gama homenageará os 65 anos do bicampeonato olímpico de Adhemar Ferreira da Silva, com patch na camisa.

Vasco lança outras camisas em homenagem a Germán Cano

O Vasco da Gama lançou, ao todo, três camisas sobre Germán Cano, iniciativa que visa o lucro e a valorização do artilheiro.

Vasco abre inscrições para peneira de Free Fire

Nesta quarta-feira, o Vasco da Gama lançou uma peneira para a equipe de FreeFire, em parceria com a Black Dragons.

Vasco está invicto contra o São Paulo em São Januário desde 2013

Nesse período, o Vasco da Gama conseguiu venceu o São Paulo duas vezes por 2×0, resultado que interessa nesta quarta-feira.

Veja mais notícias