Vasco x Fluminense

Tudo sobre o jogo entre Vasco da Gama e Fluminense no Maracanã pelo Campeonato Brasileiro 2020.

O Vasco da Gama sofreu seu primeiro revés sob o comando do técnico Ramon Menezes. Neste sábado (29), o Cruzmaltino foi derrotado por 2x1 pelo Fluminense, no Maracanã, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Certamente na pior atuação com Ramon à frente da equipe, o Gigante da Colina foi surpreendido logo no início do jogo. Aos 2 minutos, após jogada individual de Marcos Paulo dentro da área, a bola sobrou para Egídio na ponta-esquerda de ataque tricolor, e o lateral rolou para Dodi. De primeira, o volante do Fluminense acertou um lindo chute no canto esquerdo de Fernando Miguel, que nada pôde fazer. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. Um a zero.

Depois disso, o Fluminense seguiu mais perto de fazer o segundo gol do que o Vasco o primeiro. Aos 7, Yuri apareceu pela ponta-direita e, numa tentativa de surpreender Fernando Miguel, esperou o goleiro vascaíno se posicionar para tentar cortar o cruzamento. Ao invés de rolar para a área, o volante tentou por cobertura, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Posteriormente, aos 10, foi a vez de Nenê receber de Evanilson dentro da área, pelo lado esquerdo, e finalizar com muito perigo, buscando o ângulo, à esquerda de Fernando Miguel, que só ficou olhando. A bola foi para fora.

A melhor chance do Vasco na primeira etapa foi aos 46. Após escanteio cobrado por Carlinhos pelo lado direito, Ricardo Graça subiu mais que a defesa tricolor e cabeceou com muito perigo, por cima do gol de Marcos Felipe, que nada poderia fazer.

No segundo tempo, com Juninho no lugar de Guilherme Parede na volta do intervalo, o Vasco passou a atuar com uma trinca de volantes. Com um pouco mais de volume de jogo, o Gigante da Colina, no entanto, seguia sem ameaçar o gol de Marcos Felipe.

E aí, aos 35, o castigo foi ampliado. O centroavante Fred, que havia entrado cinco minutos antes, no lugar de Evanilson, recebeu de Wellington Silva, substituto de Marcos Paulo, ajeitou e, de fora da área, fuzilou o goleiro Fernando Miguel. A bola morreu no canto direito do goleiro cruzmaltino. Dois a zero.

Aos 40, quando o Vasco já estava no tudo ou nada, com apenas Juninho de volante, Bruno César, que entrara na vaga de Fellipe Bastos, recebeu pela direita, dentro da área, e finalizou. Marcos Felipe espalmou e Talles Magno apenas empurrou para as redes. Dois a um. 

O mesmo Talles, porém, acabou expulso aos 47, ao empurrar Igor Julião depois de ter sofrido uma falta por trás do lateral tricolor, que, por sua vez, recebeu cartão amarelo pelo lance. E ficou nisso.

Mesmo com a derrota, o Vasco segue na 2ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 10 pontos. Agora, o Cruzmaltino volta a campo na próxima quarta-feira (02), contra o Santos, na Vila Belmiro, às 21h30min. A partida é válida pela 7ª rodada do Brasileirão.

FOTOS (Fluminense 2 x 1 Vasco)

Ramon Menezes (Fluminense 2 x 1 Vasco)

Talles Magno (Fluminense 2 x 1 Vasco)

Leandro Castan (Fluminense 2 x 1 Vasco)

Carlinhos (Fluminense 2 x 1 Vasco)

Martin Benítez (Fluminense 2 x 1 Vasco)

VÍDEOS (Fluminense 2 x 1 Vasco)

Fluminense 2 x 1 Vasco - Campeonato Brasileiro - 6ª rodada

Data: 29 de agosto de 2020 (sábado)

Horário: 19h (de Brasília)

Estádio: Maracanã - Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC) | Henrique Neu Ribeiro (SC)

VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Cartões Amarelos: Fred, Igor Julião, Wellington Silva e Yuri (Fluminense) | Fellipe Bastos (Vasco)

Cartões Vermelhos: Talles Magno (Vasco)

Gols: Dodi (Fluminense), aos 2 minutos do primeiro tempo (1-0); Fred (Fluminense), aos 35 minutos do segundo tempo (2-0); e Talles Magno (Vasco), aos 40 minutos do segundo tempo (2-1)

Fluminense: Marcos Felipe; Calegari (Igor Julião), Nino, Luccas Claro e Egídio; Yuri (Hudson), Dodi, Michel Araújo e Nenê (Ganso); Marcos Paulo (Wellington Silva) e Evanilson (Fred). Técnico: Odair Hellmann

Vasco: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Ricardo Graça, Leandro Castan e Henrique; Fellipe Bastos (Bruno César), Carlinhos (Gabriel Pec) e Martín Benítez; Guilherme Parede (Juninho), Talles Magno e Germán Cano (Ribamar). Técnico: Ramon Menezes

Comentários