Vasco x Ceará

Tudo sobre o jogo entre Vasco da Gama e Ceará em São Januário pelo Campeonato Brasileiro 2018.

Na véspera de completar 120 anos, o Vasco voltou a decepcionar sua torcida. Em partida disputada na noite desta segunda-feira, em São Januário, a equipe cruz-maltina empatou em 1 a 1 com o Ceará, no encerramento da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Vasco, que tem dois jogos a menos, somou 20 pontos e ocupa a 15ª colocação na tabela. Já o Ceará, que vem reagindo depois que Lisca assumiu o comando, chegou aos 17 pontos, mas segue na penúltima posição. No final do jogo, a torcida vascaína vaiou intensamente o time e o chamou de “sem vergonha”.

No primeiro jogo dirigido por Valdir Bigode, o time do Vasco mostrou vontade e até foi superior durante a maior parte do jogo, mas não soube transformar em gols o seu predomínio técnico. O Ceará, por sua vez, provou que é uma equipe organizada e que tem condições de sair da situação difícil em que se encontra. Os gols foram marcados no segundo tempo. Wagner anotou para o Vasco e Tiago Alves para o Ceará.

Na próxima rodada, o Vasco vai visitar o Atlético-MG, no Independência; o Ceará só volta a jogar no domingo, diante do São Paulo, no Morumbi.

O jogo – O Vasco partiu para o ataque assim que o jogo foi iniciado. E logo aos três minutos, Giovanni Augusto tentou lançamento para Maxi López e a bola bateu no braço de Tiago Alves. Os cruz-maltinos pediram a marcação de pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir. Dois minutos depois, Wagner arriscou de fora da área e o goleiro Everson fez grande defesa, espalmando para escanteio.

O time carioca dominava totalmente o jogo e o Ceará não conseguia se organizar ofensivamente, se limitando a tentar bloquear as investidas do time de São Januário. Aos dez minutos, Leandro Castán lançou Maxi López. O argentino matou no peito e chutou, mas a bola desviou na zaga e saiu para escanteio.

Só por volta dos 20 minutos é que a equipe cearense começou a equilibrar a partida e se arriscando em jogadas ofensivas. Mais precisamente aos 21, Leandro Carvalho fez boa jogada pela esquerda e cruzou para a entrada de Arthur, mas o zagueiro Bruno Silva se antecipou e desviou para escanteio.

O Vasco só voltou a incomodar aos 25 minutos quando Maxi López foi derrubado na entrada da área. Giovanni Augusto bateu colocado e Everson defendeu sem dificuldades.

O Ceará respondeu com um chute de Ricardinho que passou bem perto da trave defendida por Martín Silva.

Aos 30 minutos, Giovanni Augusto recebeu na entrada da área e mandou a bomba. Everson defendeu em dois tempos. O jogo ficou aberto com as duas equipes procurando o gol. A equipe dirigida por Lisca mostrava personalidade e dava sustos na torcida do clube carioca. Foi assim aos 35 minutos quando Samuel Xavier cruzou na área, Arthur Cabral errou ao tentar o voleio, mas a bola sobrou para Richardson que chutou com grande perigo para o gol defendido por Martín Silva.

O primeiro tempo terminou com o Ceará mostrando muita desenvoltura e chegando com facilidade ao ataque, enquando o Vasco tentava se organizar ofensivamente, mas errava muitos passes. No último lance, o goleiro Everson bateu falta na entrada da área carioca e a bola passou muito perto da trave.

O Vasco voltou para o segundo tempo com Henrique na vaga do lateral Ramon e antes do primeiro minuto, Giovanni Augusto invadiu a área e bateu cruzado, mas Everson espalmou e a zaga aliviou o perigo.

Aos dez minutos, o time dirigido por Valdir chegou novamente com perigo. Após cruzamento na área, Maxi López desviou e Yago Pikachu completou por cima do travessão. Como aconteceu no início do primeiro tempo, a equipe carioca controlava as ações, enquanto o Ceará apesar se defendia.

O melhor futebol do Vasco foi premiado aos 14 minutos quando Wagner marcou o primeiro gol. Após cruzamento na área, João Lucas não conseguiu afastar e Maxi López dominou de costas para o gol e recuou para Wagner bater forte para colocar nas redes de Everson. No início da jogada, Pikachu estava em posição de impedimento, mas o árbitro validou a jogada.

A vantagem motivou ainda mais a equipe carioca, que quase ampliou aos 18 minutos, quando Giovanni Augusto recebeu livre na área e cabeceou forte, mas Everson fez grande defesa e evitou o segundo gol.

A alegria da torcida cruz-maltina durou pouco. Aos 20 minutos, o Ceará marcou o gol do empate. Ricardinho bateu escanteio e Tiago Alves subiu mais do que a zaga carioca para cabecear sem chances para Martín Silva.

Depois do empate, o técnico Valdir Bigode trocou o meia Wagner pelo atacante Vinicius Araújo. O Vasco voltou a pressionar em busca do segundo gol, mas o Ceará se defendia bem, impedindo que os atacantes cariocas penetrassem na sua área.

Aos 35 minutos, o lateral Samuel Xavier recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Para tentar aproveitar a superioridade numérica, o técnico Valdir Bigode colocou o lateral Lennon na direita e deslocou Luiz Gustavo para o lugar de Leandro Castán. No Ceará, Lisca trocou o atacante Arthur pelo volante Fabinho, numa tentativa de recompor a sua defesa.

O Vasco tentou aproveitar a superioridade numérica para tentar marcar o segundo gol e quase alcançou o objetivo aos 48 minutos, mas Fabinho salvou em cima da linha depois que Vinicius Araújo conseguiu passar pelo goleiro Everson, mas perdeu o ângulo.

FOTOS (Vasco 1 x 1 Ceará)

Valdir Bigode (Vasco 1 x 1 Ceará)

Wagner (Vasco 1 x 1 Ceará)

Bruno Silva (Vasco 1 x 1 Ceará)

Leandro Desábato (Vasco 1 x 1 Ceará)

Maxi López  (Vasco 1 x 1 Ceará)

VÍDEO (Vasco 1 x 1 Ceará)

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 CEARÁ

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de agosto de 2018 (Segunda-feira)
Horário: 20h(de Brasília)
Público: 15.093 pagantes
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
Cartão Amarelo: Maxi López(Vas); Samuel Xavier(CE)
Cartão Vermelho: Samuel Xavier(CE)
Gols:
VASCO: Wagner, aos 14 minutos do segundo tempo
CEARÁ: Tiago Alves, aos 20 minutos do segundo tempo

VASCO: Martín Silva; Luiz Gustavo, Bruno Silva, Leandro Castán(Lennon) e Ramon(Henrique); Leandro Desábato, Yago Pikachu, Giovanni Augusto, Wagner(Vinicius Araújo) e Thiago Galhardo; Maxi López
Técnico: Valdir Bigode

CEARÁ: Everson; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e João Lucas; Edinho, Richardson e Ricardinho; Calyson(Reina), Arthur(Fabinho) e Leandro Carvalho(Felipe Azevedo)
Técnico: Lisca

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

Mais notícias sobre o jogo