Vasco x Fluminense

Tudo sobre o jogo entre Vasco da Gama e Fluminense em São Januário pelo Campeonato Brasileiro 2019.

O Vasco saiu vitorioso no clássico carioca disputada na manhã deste sábado, em São Januário. O time dirigido por Vanderlei Luxemburgo derrotou o Fluminense, de virada, por 2 a 1, em partida repleta de lances polêmicos. O Tricolor das Laranjeiras acabou a partida com nove jogadores, porque os zagueiros Digão e Frazan receberam cartão vermelho, no segundo tempo, e acabaram facilitando a tarefa do adversário. Leandro Castan e Bruno César anotaram os os gols do Vasco, enquanto Pedro marcou o único gol do Fluminense.

Com a vitória, o Vasco subiu para a 14ª colocação com 12 pontos ganhos, enquanto o Fluminense segue com nove pontos ganhos, na 16 ª colocação e, dependendo de outros resultados da rodada, pode cair para a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar o Palmeiras, no Allianz Parque; o Fluminense vai receber o São Paulo, no Maracanã.

O jogo – Vasco começou a partida mantendo a posse de bola por mais de um minuto até que Yan Sasse finalizou e mandou para fora. Armado com apenas um atacante, uma vez que João Pedro recuava para a armação, o Fluminense se preocupava em tentar bloquear as investidas do Vasco que começou mais agressivo.

O jogo logo ficou tenso com os jogadores reclamando muito a cada dividida mais forte e dando trabalho ao árbitro para controlar os ânimos. Aos oito minutos, Marrony desarmou Bruno Silva e lançou Valdívia que bateu forte para boa defesa de Agenor.

Aos 12 minutos, após levantamento na área, Digão cabeceou na trave, mas foi marcado impedimento do zagueiro, anulando a jogada. O lance animou o Fluminense e, dois minutos depois, Pedro chutou e Sidão espalmou para escanteio. Após a cobrança, os tricolores pediram marcação de pênalti, alegando que a bola bateu na mão de Richard, mas o juiz mandou o jogo seguir.

Para tentar controlar o ímpeto do adversário, o time dirigido por Vanderlei Luxemburgo adiantou a marcação para atrapalhar o tradicional toque de bola da equipe tricolor.

Aos 19 minutos, o Vasco perdeu uma grande chance para marcar. Raul ganhou de Digão pelo e, na saída de Agenor, tocou para Marquinho na pequena área, mas Nino se antecipou e, de carrinho, desviou para escanteio, salvando a sua equipe.

A partida seguiu equilibrada, mas o Vasco se mostrava mais objetivo no ataque. Aos 28 minutos, após cobrança de falta, a bola sobrou para Yan Sasse que mandou a bomba, assustando o goleiro Agenor.

Aos 32 minutos, Bruno Silva voltou a perder a bola na entrada da área e Raul chutou, mas o volante do Fluminense conseguiu se recuperar e abafar a jogada.

O técnico Fernando Diniz foi obrigado a gastar uma substituição aos 38 minutos, quando o atacante João Pedro sentiu dores no pé direito e pediu para sair. Brenner entrou em seu lugar.

O Vasco voltou a criar uma nova chance aos 42 minutos. Após cobrança de falta, Henriquez cruzou, Marrony desviou, mas Bruno Silva salvou quando o goleiro Agenor não tinha chances de defesa.

Quando tudo indicava que o primeiro tempo terminaria empatado, o Fluminense marcou, aos 46 minutos. Gilberto investiu pelo meio e tocou para Pedro que se livrou de Henriquez e tocou na saída de Sidão.

O segundo tempo começou com o Fluminense mostrando maior agressividade. Logo no primeiro minuto, Nenê cobrou falta para Pedro que bateu, de primeira, e mandou para fora. A pressão tricolor continuou e o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu alterar sua equipe antes dos dez minutos. Tiago Reis entrou no lugar de Marquinho, enquanto Bruno César ocupou a vaga de Yan Sasse. Com as mudanças, Valdívia recuou para atuar como armador.

Aos 11 minutos, o Fluminense passou a atuar com dez jogadores, porque o zagueiro Digão recebeu o segundo cartão amarelo por entrada dura e foi excluído do jogo. Para recompor o setor defensivo, o técnico Fernando Diniz trocou o meia Nenê, que saiu muito vaiado pela torcida vascaína, pelo zagueiro Frazan.

O Vasco quase empatou aos 13 minutos. Valdívia cobrou falta e a bola sobrou para Henriquez. O zagueiro colombiano chutou forte e a bola explodiu na trave defendida por Agenor.

Luxemburgo fez outra mudança tática no Vasco. Colocou o lateral-direito Raul Cáceres no lugar de Valdívia e adiantou Yago Pikachu, enquanto Bruno César que tinha começado na ponta direita, passou para o meio campo.

A pressão funcionou e o Vasco empatou aos 21 minutos. Após cruzamento na área tricolor, o goleiro Agenor rebate e a bola caiu com Leandro Castan. O primeiro chute bateu em Tiago Reis, mas a bola voltou para Castan que mandou para as redes, deixando tudo igual no placar.

Depois de empatar, o Vasco aumentou a pressão e, aos 26 minutos, após cruzamento de Cáceres e desvio de Nino, a bola sobrou para Bruno César que bateu forte e mandou para fora.

Dois minutos depois, o Fluminense perdeu mais um jogador. O zagueiro Frazan também recebeu cartão vermelho por falta em Pikachu que investia para o gol. Os jogadores tricolores reclamaram muito, mas o árbitro manteve a sua decisão.

Aos 30 minutos, o Vasco desempatou com Bruno César que bateu falta, com precisão, sem qualquer possibilidade de defesa com Agenor.

Logo depois de sofrer o gol, Fernando Diniz tirou o atacante Pedro e colocou o volante Airton.

Com apenas nove jogadores, o Fluminense encontrava muita dificuldade para chegar no ataque, uma vez que Brenner era o único avançado e era obrigado a recuar para ajudar seus companheiros na marcação.

Nos minutos finais, o time de São Januário apenas passou a administrar a vantagem, enquanto o Fluminense ainda desperdiçou a última oportunidade com Brenner que recebeu na entrada da área e mandou por cima do travessão.

FOTOS (Vasco 2 x 1 Fluminense)

Luxemburgo (Vasco 2 x 1 Fluminense)

Leandro Castan (Vasco 2 x 1 Fluminense)

Bruno César (Vasco 2 x 1 Fluminense)

Henrique (Vasco 2 x 1 Fluminense)

Torcida do Vasco na partida (Vasco 2 x 1 Fluminense)

VÍDEO (Vasco 2 x 1 Fluminense)

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 x 1 FLUMINENSE

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de julho de 2019 (Sábado)
Horário: 11h(de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Público: 20.980 presentes
Cartão Amarelo: Yago Pikachu, Marrony, Tiago Reis, Henrique(Vas); Daniel, Digão, Bruno Silva(Flu)
Cartão Vermelho: Digão, Frazan (Flu)

Gols:
VASCO: Leandro Castan, aos 21 minutos e Bruno César, aos 30 minutos do segundo tempo
FLUMINENSE: Pedro, aos 46 minutos do primeiro tempo

VASCO: Sidão, Yago Pikachu, Henriquez, Castan e Henrique; Richard, Raul e Marquinho(Tiago Reis); Yan Sasse(Bruno César), Valdivia(Raul Cáceres) e Marrony.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

FLUMINENSE: Agenor, Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri Lima, Bruno Silva, Daniel e Nenê(Frazan); Pedro(Airton) e João Pedro(Brenner)
Técnico: Fernando Diniz

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

Mais notícias sobre o jogo