Zé Ricardo pode mexer no time em caso de piora dos jogadores

Zé Ricardo pode fazer mudanças na escalação contra a La U caso piora o estado dos jogadores que estão com virose.

Por mais que o vice-presidente médico vascaíno garanta a condição de jogo de todos os atletas, o técnico Zé Ricardo está de sobreaviso. Se houver uma recaída brusca em jogadores que sofreram com a virose, ele deverá fazer mudanças na escalação. Isto, e mais o desejo de despistar a Universidad de Chile, fizeram com que o treinador não revelasse os titulares que entrarão em campo hoje, em São Januário.

Zé Ricardo também tenta esconder o jogo em termos táticos. O esquema com três zagueiros utilizado contra o Fluminense pode reaparecer, assim como a formação mais utilizada, no 4-2-3-1, está no páreo. O mais importante, de acordo com o técnico, é que as opções estão bem treinadas para que o time possa estrear com vitória na fase de grupos da Libertadores.

- Estamos trabalhando das duas formas e, por isso, podemos utilizá-las dentro do próprio jogo, dependendo do adversário e da competição - frisou Zé Ricardo.

A partida fechará a primeira rodada do chamado “grupo da morte” da Libertadores deste ano. Depois da vitória por 4 a 2 do Racing, da Argentina, sobre o Cruzeiro, o treinador do Vasco rejeitou o rótulo de azarão que sua equipe supostamente tem no Grupo 5. Segundo Zé Ricardo, o time tem condições de brigar pelo título continental, apesar do investimento inferior que foi feito, em comparação aos outros:

- Desde que acompanho a Libertadores, vi o Independiente del Valle (Equador) disputar a final, o Olímpia, a LDU (ambos do Paraguai), que também não davam como favorito, o Once Caldas (Colômbia) também... Então, os exemplos de que devemos acreditar no que podemos fazer estão aí.

Leia mais sobre: Vasco x Universidad de Chile, Zé Ricardo

Comentários

Leia também