Vasco teria dispensado mulheres gandulas dos jogos

Segundo jornalista, o Vasco da Gama teria decidido não trabalhar mais com mulheres gandulas por falta de malandragem.

Em meio ao momento de luta contra o preconceito em relação ao trabalho da mulher no futebol, o Vasco tomou uma decisão que vai na direção contrária. Excluiu as gandulas mulheres de seus jogos. A decisão, tomada nas vésperas da final do campeonato carioca, na semana passada, foi ratificada na estreia do time no Brasileiro neste domingo.

Apenas homens estavam trabalhando na partida contra o Atlético-MG, em São Januário. A decisão não foi explicada em detalhes para as gandulas. A elas, na véspera da final, apenas foi dito que havia sido uma decisão do departamento de futebol, que considerava as meninas pouco "malandras" para atuarem na final.

Por meio da assessoria de imprensa, o clube informou ao blog que "foi uma decisão estritamente técnica do departamento de futebol, mas que não significa que mais à frente não possa ser mudada novamente".

Em conversas com as meninas, alguns exemplos de "malandragem" chegaram a ser citados, como os gandulas tricolores na semi-final que atrasavam, segundo o departamento de futebol do Vasco, para repor a bola no jogo contra o cruzmaltino.

Critérios para trabalhar

A decisão radical de excluir as meninas por questões técnicas expõe os critérios considerados equivocados até por quem faz parte do grupo de contratação das gandulas.

Isso porque, em conversas com quem trabalha no setor, constata-se que entre as meninas, há quem tenha bastante familiaridade com o esporte e são fãs de futebol e outras, nem tanto.

Algumas foram contratadas meramente por critérios estéticos, com convites sendo feitos por análise de fotos no Facebook. Já outras, por terem vontade de trabalhar em jogos do time que torcem.

Atualmente, o grupo tem 90 mulheres cadastradas. Algumas com mais de 10 anos de experiência.

Às gandulas, foi dito pelo setor que cuida do assunto que a ideia é diminuir a quantidade de cadastradas (baixando de 90 para 35) para deixar o perfil das gandulas, de fato, mais adequado à função.

A estratégia, no entanto, não foi confirmada oficialmente pelo clube.

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »