Julio Brant pede para diretoria convocar eleição: "Virem oposição"

O provável presidente do Vasco da Gama, Julio Brant, pede para que a atual administração vire oposição.

A juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 42ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio, determinou que a reunião do Conselho Deliberativo que pode consagrar Julio Brant presidente do Vasco seja convocada com urgência. O clube ainda não marcou uma data para o evento na Sede Náutica da Lagoa que, de acordo com o estatuto, precisa acontecer na semana que vem.

"As eleições devem ser realizadas, segundo o Estatuto, no período de 15 a 22 de janeiro, sendo que o Presidente do Conselho Deliberativo deverá convocar o Conselho, observando o prazo previsto no artigo 78 do Estatuto. Contudo, considerando o intenso litígio e que o mandato do atual presidente se encerra no dia 15/01/2018, é imperiosa a convocação pelo Presidente do Conselho Deliberativo com urgência", diz trecho do despacho, que ainda ameaça Luis Fernandes de multa em caso de desobediência.

A juíza, a mesma que invalidou os votos da urna 7 da eleição do Vasco, requisitou ainda a retificação da ata da eleição, colocando a chapa de Julio Brant como vencedora. Foi dado um prazo de 24h para que a mudança seja feita, sob pena de multa de R$ 65 mil.

De volta ao Brasil, Julio Brant fez um apelo para que a atual diretoria cumpra o Estatuto e convoque a eleição no prazo estipulado.

- Está na hora de saírem. Virem oposição. Encontrem-me daqui a três anos na próxima eleição, mas tenham responsabilidade. Não prejudiquem mais o andamento do ano. Vamos responsabilizar a todos na esfera jurídica pelo mal que estão causando ao clube. A todos, sem exceção - prometeu.

Leia mais sobre: Eleição

Comentários

Leia também

Copyright © 2010-2018 Vasco Notícias. Todos os direitos reservados. Política de PrivacidadeFale ConoscoSobre nós