Evolução e talento precoce fazem Thalles pedir passagem no Vasco

Thalles marcou dois gols e foi o destaque do Vasco na vitória por 3 a 2 sobre o Goiás, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Thalles pode ser escalado contra a Ponte

Thalles pode ser escalado contra a Ponte

Thalles mostrou um cartão de visita de respeito. Logo em sua primeira partida como titular (a terceira como profissional), marcou dois gols e foi o destaque do Vasco na vitória por 3 a 2 sobre o Goiás, pelas quartas de final da Copa do Brasil. O surgimento meteórico na equipe principal é mais um capítulo numa trajetória que parece ser marcada pela precocidade. Aos 18 anos, ele está, na teoria, em seu primeiro ano de juniores. Mas, ao que parece, veio para ficar no elenco comandado por Dorival Júnior.

O faro de gol mostrado na partida contra o Goiás evoluiu há relativamente pouco tempo. Ainda nos juvenis do Vasco, Thalles era meia-atacante, atuando mais como preparador de jogadas ou como um segundo atacante. Era até mesmo considerado lento por alguns. Mas, ao puxá-lo para os juniores, no fim de 2012, o técnico Sorato observou que ali existia alguém com potencial de artilheiro.

- O Thalles é fisicamente muito forte e tem a característica de proteger bem a bola. Além disso, possui facilidade para receber a bola de costas, girar e ficar de frente para os zagueiros. Observei tudo isso, e fizemos essa mudança nos juniores. Ele foi evoluindo e ficou à vontade na nova posição. É um jogador de grande poder de finalização - afirmou.

Thalles chegou ao Vasco em 2008, na categoria infantil, após ser revelado pelo Profute, clube de Niterói, mas passou a ter maior destaque quando foi promovido aos juniores. Em 2012, disputou o Campeonato Brasileiro Sub-20, mas começou a atuar com mais regularidade no fim da Copa São Paulo de 2013. Chamou a atenção da comissão técnica principal por seu desempenho como titular na equipe que conquistou a Taça BH deste ano e ganhou oportunidades com as lesões de Edmilson e Tenorio.

É possível que Dorival Júnior o mantenha como titular contra a Ponte Preta, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, mesmo com a volta de André, que é artilheiro do Vasco na temporada mas sofre questionamentos internos por seu comportamento fora de campo. O jovem atacante ainda tem uma longa caminhada pela frente. Sem dirigir, ele usa ônibus ou carona para se deslocar aos treinos desde Magé, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Por conta da dificuldade de locomoção, inclusive, chegou a faltar a alguns treinos nas categorias de base.

O Vasco detém 60% de seus direitos econômicos - com o restante ficando dividido entre jogador e empresário. Há cerca de 15 dias, Thalles recebeu um aumento de salário, que até então era de pouco mais de R$ 2 mil, por causa de sua efetivação entre os profissionais. Seu contrato, que vai até março de 2015, prevê outros reajustes em caso de sequência de jogos como titular e convocação para a seleção brasileira, por exemplo. Há dois anos ele passou a ser patrocinado pela Puma, empresa alemã de material esportivo, e recebeu um email de seu representante no Brasil dando os parabéns pela atuação contra o Goiás.

Quase conformado em não contar mais com Thalles nos juniores, Sorato diz ter a certeza de que se trata de um jogador muito útil para o Vasco e de futuro promissor, apesar de ainda não estar pronto.

- Com esse bom trabalho que o Dorival vem fazendo com ele, e com cuidado, tenho certeza de que o Thalles vai evoluir muito - observou Sorato.

No Vasco, existe todo um trabalho para tirar de Thalles a pressão de ser o cara do Vasco na luta contra o rebaixamento. Assim, enquanto ainda é preservado de entrevistas, por exemplo, o atacante é constantemente aconselhado por dirigentes e jogadores mais experientes do elenco. A intenção é deixar o garoto tranquilo para continuar fazendo gols sem tanta responsabilidade.

- O Thalles é um excelente jogador, que vem numa crescente. Ainda tem muito a aprender, mas demonstrou que veio para brigar por seu espaço. Se não for agora, mais para a frente vai buscar sua titularidade no Vasco - analisou o lateral-direito Nei.

Leia mais sobre: Vasco x Ponte Preta, Campeonato Brasileiro, Thalles

Comentários

Últimas notícias

Técnicos cogitados no Vasco

Veja mais notícias »