Euriquinho afirma que deixará o cargo de vice-presidente de futebol do Vasco

Euruinho afirmou que não continuará no cargo de vice-presidente de futebol caso Eurico Miranda permaneça no Vasco.

O vice-presidente de futebol do Vasco da Gama, Euriquinho, concedeu uma entrevista coletiva na manhã deste sábado onde falou sobre vários assuntos, inclusive sobre seu trabalho no Vasco e já garantiu que não continuará no cargo, mesmo se Eurico Miranda permanecer na presidência.

"Acho que a decisão da justiça é absurda e acredito que vai ser revertida, mas não irei continuar nesse cargo. É um cargo muito complicado, até porque você cria antipatia com muita gente, com a imprensa, com os atletas. Sempre quis ter um perfil de mais diálogo e aproximação com todos, mas é difícil, porque o cargo te impede de algumas situações. Esse cargo sofre muito com questões políticas e gera um desgaste muito grande para a saúde, então não é mais interessante para mim. Eu até acho que fiz um papel bom, pois consegui levar o Vasco para a Libertadores, algo que poucas pessoas conseguiram. As pessoas pensam que é uma coisa simples e fácil, mas não é. O clube vai fazer 120 anos e a Libertadores já tem 60 anos, mas o Vasco só foi nove vezes em todas sua história. E só cinco pessoas haviam levado o Vasco para a Libertadores. Eu deixo meu nome na história sendo o sexto e o mais jovem dirigente a conseguir esse feito. Eu trabalhei muito para isso e deixo o clube com uma estrutura no departamento interessante", afirma Euriquinho.

Euriquinho, filho de Eurico Miranda, assumiu o cargo de vice-presidente de futebol do Vasco após a saída de José Luiz Moreira.

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »