Eurico Miranda defende realização de nova eleição no Vasco

O atual presidente do Vasco da Gama, Eurico Miranda, defendeu nova eleição em caso de fraude no processo eleitoral.

Eurico Miranda defendeu a realização de nova eleição no Vasco. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, após repassar seu mandato, ele afirmou que não teve a ver com supostos vícios no pleito de novembro e disse que o estatuto do clube prevê um novo processo eleitoral em caso de fraude.

- O estatuto é muito claro. Se teve vício em uma eleição, anule-se a eleição. Faça-se outra eleição. Poder ser anulada (a eleição), pode. Eu não peço nada. Isso é o jurídico que está fazendo. Tem uns pedidos alternativos, e um deles pode ser esse - disse o presidente.

Contrariando toda a campanha nos últimos meses, Eurico Miranda afirmou que não foi candidato à presidência do Vasco. Ele disse ainda que não há previsão para que a eleição no Conselho Deliberativo seja convocada - segundo o estatuto, ela precisa acontecer na primeira semana da segunda quinzena de janeiro.

- Eu não sou candidato a nada. Nunca fui. Tem os titulares da chapa. Os titulares da chapa, os que inscreveram a chapa, é que podem chegar lá e indicar. Eu não sei (se vou aceitar) - afirmou.

"Vou até a última instância"

Eurico afirmou ainda que vai recorrer até a última instância. Atualmente, a decisão da Justiça anula os votos da urna 7, o que dá a vitória à chapa de oposição "Sempre Vasco Livre", encabeçada por Julio Brant. Se não houver reviravolta, ela é favorita para ganhar a eleição no Conselho Deliberativo, na próxima semana.

- Eu vou discutir a eleição até a última instância. Dizem que a eleição teve vício. Eu não participei absolutamente de nada. Não tenho nada a ver com isso. Se teve, eu não tenho. Sempre quis, desde o início, que tudo isso fosse devidamente apurado. Quero que se apurem as coisas como têm que ser apuradas.

Eurico questionou a decisão do desembargador José Carlos Varanda dos Santos, que indeferiu liminar nesta terça-feira, logo após ser sorteado para ser o relator do caso. O Vasco tinha mandado de segurança pedindo que o processo eleitoral fosse suspenso até a resolução do mérito, com os atuais mandatos prorrogados.

- Você entrega um documento com 60 páginas, isso tem que ser examinado. O sujeito, em 10 minutos, dá uma decisão. Como que é isso? Se me explicarem... É sinal de que não se aprofundaram. Quero que as coisas sejam apuradas. Desde o início, quero que seja feita perícia. Tem 500 documentos, e em 10 minutos eu faço a perícia. Pelo amor de Deus. Perícia é feita com documentos comprobatórios do que está errado ou não.

Leia mais sobre: Eurico Miranda

Comentários

Leia também

Copyright © 2010-2018 Vasco Notícias. Todos os direitos reservados. Política de PrivacidadeFale ConoscoSobre nós