Desábato é o jogador do Vasco com mais passes certos na Libertadores

Leandro Desábato é o jogador com mais passes certos e o segundo maior ladrão de bolas do Vasco na Libertadores.

A torcida do Vasco pode até curtir, imitar latidos cada vez que Desábato entra em campo, mas o volante tem sido bem mais do que o tradicional cão de guarda que se esperava dele. O Vasco que enfrentará o Jorge Wilstermann quarta-feira para confirmar a vaga na fase de grupos da Libertadores é o time que mais bem passa a bola na competição. E é o argentino o mais produtivo no fundamento na equipe do técnico Zé Ricardo.

A média de passes certos explica em boa parte como o Vasco desembarcou na Bolívia ontem com tanta vantagem para permanecer na Libertadores - o time pode perder por até três gols de diferença em Sucre que, ainda assim, se classificará para o Grupo 5, no qual se juntará a Cruzeiro, Racing (ARG) e Universidad de Chile.

Com média de 376 passes corretos por jogo (números do site Footstats), é seguido pelo Junior de Barranquilla, que também irá ao jogo de volta, contra o Guaraní, do Paraguai, com vantagem: venceu na ida por 1 a 0.

O destaque em um fundamento tão importante no jogo fez com que Desábato rapidamente ganhasse seu espaço no time de Zé Ricardo. Mais do que roubar bolas e fazer a proteção da zaga como primeiro volante, tem dado fluidez no começo das jogadas, ajudando a equipe a ter uma transição da defesa para o ataque mais rápida.

Bom marcador

São 131 passes certos na Libertadores, contra 125 de Yago Pikachu, segundo melhor passador do Vasco. Vale destacar que o argentino não atuou o tempo todo nas três partidas da equipe.

- Acredito que vou crescer ainda mais depois de uma sequência de partidas. Por ser argentino, achava que fosse demorar um tempo maior, mas por sorte já me sinto adaptado - destacou o jogador.

Desábato também tem se saído bem quando precisa marcar: é o segundo maior ladrão de bolas da equipe na Libertadores, atrás de Evander. Mas no futebol de hoje em dia, isso é pouco para um volante. Herdeiro dos latidos que a torcida se acostumou a fazer para Guiñazu e Jean, o gringo tem mostrado algo mais.

Leia mais sobre: Libertadores, Leandro Desábato

Comentários

Leia também