Declarações de Jean na entrevista coletiva em São Januário

Confira abaixo as declarações do volante Jean durante entrevista coletiva desta quarta-feira em São Januário.

Jean: "Amadurecemos no momento certo, nossa equipe se tornou cascuda, competitiva, tem errado menos na reta final do campeonato. Os resultados têm mostrado isso. Deixamos escapar pontos importantes, mas o principal temos feito, andar para frente. O mais importante é somar, não estávamos fazendo isso."

Jean (dois meses de Zé): "O Zé é fenomenal, do bem, todos gostam dele. Quando ele saiu do outro clube recebeu mensagens dos outros jogadores parabenizando. Quando ele chegou nós sabíamos do potencial, mas nos surpreendemos pela maneira de estudar o adversário, apresentar para nós e individualmente. Chama cada jogador, conversa e faz com que o grupo produza mais."

Jean (sobre a vantagem de ter Zé Ricardo no clássico): "Claro (risos), temos que usar toda a arma possível. Ainda bem que temos o Zé do nosso lado, aproveitar que ele conhece o ponto forte e fraco e trabalhar em cima disso."

Vai ver o Fla-Flu, Jean? "Com certeza. Mesmo quem não acompanhar hoje, o Vasco faz um ótimo trabalho em cima do time deles, o que tem de bom, o que fizeram de ruim. Conseguiremos fazer uma boa análise, a equipe de hoje pode jogar com a gente, não sabemos. Vale a pena ficar de olho, não custa nada."

Jean: "Com certeza. A maior vantagem é o descanso. Viemos numa batida grande, jogo contra Avaí desgastante, Botafogo, Atlético-GO, questão de uma semana. Desgasta um pouco, contra o Coritiba foi corrido. O principal para o clássico é estar focado, trabalhando, mas essa baixada de carga de jogos também. O Flamengo pode chegar mais desgastado. Para mim a maior vantagem é essa."

Jean: "É uma coisa que venho conquistando há algum tempo, pelo meu perfil, minha maneira de jogar. Quando no Paraná ainda, totalmente diferente, Série B, tinha destaques com relação a isso. Na Série A falo que está sendo válido para mim, porque tenho aprendido muito. Bom roubar bola, ter o número expressivo, mas bom saber o momento certo. Cada jogo que passa tenho aprendido mais."

Jean: "Até aqui tenho feito ótimo trabalho no que me pedem, marcar, destruir jogadas, proteger minha defesa. É o que tenho feito, dado meu melhor. Nem diria proteger nossa defesa, mas não deixar chegar no gol. E se chega no gol temos nosso Deus Silva pra salvar (risos) . Se cada jogador de se destacar, na marcação, gols, dribles, conseguimos fazer um grupo mais forte ainda"

Jean (sobre gritos de pitbull): "Já escutei, escuto sempre. Tem muito torcedor que acha que isso me deixa mais ansioso dentro de campo. “Agora ele vai matar todo mundo” (risos). Não é assim! Tenho controle. As jogados que faço, consigo escutar o grito, mas na hora da decisão não penso no que está vindo de fora. Mas penso no companheiro e em fazer o melhor. "

Jean (sobre gritos de pitbull): "Torcedor acha que vai me deixar empolgado demais e atrapalhar, pelo contrário. Filtro bem, é uma conexão entre jogador e torcida, e fico feliz demais. Chegar no Vasco, num clube dessa grandeza, único jogador que teve isso era o Guiñazu, e o cara era indiscutível."

Jean: "Quem não quer jogar um clássico? É o clássico de milhões. Fiquei maluco fora de campo (no jogo de ida), vontade de estar em campo, ajudando, vivendo isso. Principalmente por ser em São Januário, independente do que houve. Tive oportunidade de jogar esse clássico pelo Carioca, e te falo que é uma experiência única. É muito bom, mas quando a gente ganha (risos). Vamos dar a vida."

Zé já deu alguma dica sobre o Flamengo? "O Zé é um cara esperto. Como esteve lá (no Flamengo), conhece, chega na gente e fala “melhor fazer isso, por esse lado, porque acontece isso”. Para os volantes ele dá um toque sobre os meias. Mas você não quer que eu abra o jogo, né (risos)? "

Leia mais sobre: Jean

Comentários

Leia também

Copyright © 2010-2017 Vasco Notícias. Todos os direitos reservados. Política de PrivacidadeFale ConoscoSobre nós