Cristóvão Borges analisa passagem pelo Vasco em 2017

Cristóvão Borges analisou sua passagem pelo Vasco da Gama em 2017 e revelou que o planejamento não deu certo.

Cristóvão teve duas passagens pelo Vasco: em 2011, quando assumiu o trabalho deixado por Ricardo Gomes e foi vice-campeão brasileiro, e em 2017, quando não teve sucesso e foi demitido após a eliminação na Copa do Brasil. O treinador, querido pelo ex-presidente Eurico Miranda, revelou parte do planejamento que não deu certo na Colina.

— A passagem pelo Vasco não foi tão boa. Não estou me eximindo de nada, isso é responsabilidade minha também. No Vasco, tiveram fatores em série que aconteceram. Tivemos dificuldades financeira, mas isso é com todo o futebol brasileiro. Chegamos com um planejamento com jogadores que chegariam pra ser titular, trabalhou-se muito, mas eles estavam em litígio com outros clubes — confirmou.

Se em 2011 foi a melhor passagem pelo Vasco, em 2017, talvez tenha sido a pior entre os clubes de sua carreira. O planejamento foi mal feito, segundo a avaliação do treinador. As consequências foram colhidas pouco tempo depois. Praticamente todo o elenco foi modificado em menos de três meses, o que dificultou o trabalho.

— A equipe que começou a temporada, que eu treinei, foi a equipe que disputou a Flórida Cup (torneio de pré-temporada nos Estados Unidos). Quando voltamos, não era a equipe que tínhamos para a temporada. Assim fica muito difícil, por conta das dificuldades financeiras, se você planeja mal, vai ter uma temporada ruim — lamentou.

Leia mais sobre: Cristóvão Borges

Comentários

Leia também

Copyright © 2010-2018 Vasco Notícias. Todos os direitos reservados. Política de PrivacidadeFale ConoscoSobre nós