Confira o que deu certo e errado no Vasco contra a Ponte Preta

O Vasco da Gama venceu a Ponte Preta pelo placar de 2 a 1 neste domingo em São Januário pelo Campeonato Brasileiro.

Estádio cheio, recepção calorosa e uma grande responsabilidade. O Vasco entrou em campo com a grande ansiedade de ter a garantia de uma vaga na Libertadores em caso de vitória sobre a já rebaixada Ponte Preta. Foi o que aconteceu. Apesar de muitos erros ocasionados pelo nervosismo, a equipe fez 2 a 1, com gols de Paulinho e Mateus Vital (Lucca descontou), e estará na Libertadores 2018.

Confira o que deu certo e errado:

Entrada de Evander eleva qualidade técnica

Zé Ricardo optou por tirar Jean e colocar Evander como titular. Diante da necessidade de o time se lançar ao ataque contra um adversário retraído, a estratégia se provou eficaz.

Paulinho e Pikachu funcionam nas pontas

Nas últimas partidas, as pontas não foram produtivas para o Vasco, com Pikachu e Paulinho apagados. Contra a Ponte, no entanto, o panorama foi bem diferente. Pikachu foi um dos melhores do time, deu a assistência para gol de Paulinho e por pouco não marcou o dele.

Nenê tem atuação ruim

O meia não foi bem contra a Ponte. Além do pênalti desperdiçado, ele errou passes, parou ataques e irritou a torcida, embora a maioria tenha gritado seu nome em forma de apoio. Nenê foi substituído por Mateus Vital aos 24 minutos do segundo tempo.

Mudanças no segundo tempo melhoram a equipe

As entradas de Mateus Vital e Jean deram mais vitalidade ao meio de campo cruz-maltino. E coube ao jovem meia marcar o segundo gol vascaíno, que selou a vitória e a classificação para Libertadores. Já mais para perto do fim, Eder Luis Luis entrou no lugar de Madson, e Pikachu atuou como lateral. O atacante, em fim de contrato, provavelmente fez seu último jogo com a camisa do Vasco.

Leia mais sobre: Vasco x Ponte Preta, Campeonato Brasileiro

Comentários

Leia também

Copyright © 2010-2017 Vasco Notícias. Todos os direitos reservados. Política de PrivacidadeFale ConoscoSobre nós