Vasco x Ponte Preta

Tudo sobre o jogo do Vasco contra a Ponte Preta no Moisés Lucarelli pelo Campeonato Brasileiro 2013.

Tudo indicava que o Vasco conseguiria a vitória na tarde deste domingo, no Moisés Lucarelli. Saiu na frente e ficou com um jogador a mais aos 17 minutos do segundo tempo. Mas a Ponte Preta fez dois gols em nove minutos e chegou a virada: 2 a 1.

O resultado faz o time de Campinas chegar aos 33 pontos e ultrapassar o Cruz-Maltino na tabela por causa do número superior de vitórias. A Macaca agora é 17ª e o Vasco cai para 18º.

Na próxima rodada, mais dois confrontos diretos na luta contra o rebaixamento. O Cruz-Maltino recebe o Coritiba, no sábado, às 19h30, no Mocyrzão, em Macaé (RJ). Já a Ponte Preta visita o Criciúma, no próximo domingo, às 19h30, no Heriberto Hülse.

O JOGO

A partida começou equilibrada nos primeiros minutos, com os dois times errando muitos passes e finalizando sem muito perigo para os goleiros. Até que, aos 15 minutos, Marlone recebeu pela esquerda e tocou para Yotún, em posição irregular, que cruzou. O zagueiro Diego Sacoman tentou cortar e mandou para dentro do gol. Foi o segundo gol contra do zagueiro, que também "finalizou" para as redes do próprio time no empate com o Fluminense.

No fim do primeiro tempo, uma sequência de defesas, no mínimo, atrapalhadas do goleiro Alessandro, do Vasco. Ao tentar segurar uma bola rasteira, acabou soltando. Adrianinho pegou o rebote e chutou, mas o goleiro espalmou. Na tentativa de prender a bola, dividiu com Rildo e soltou, de novo. No terceiro lance, Adrianinho se antecipou a Alessandro e chutou em cima de Cris. Ao se antecipar, a chuteira do jogador da Ponte Preta raspou no nariz do goleiro, que sangrou, mas Alessandro permaneceu em campo.

EXPULSÕES E VIRADA

No começo do segundo tempo, a Ponte Preta tentou dominar as ações do jogo, mas parava na própria deficiência técnica. E, aos 17 minutos, a situação do time de Campinas ficou mais complicada. Ferrón dividiu a bola com Yotún e deixou o braço no rosto do jogador vascaíno, que reclamou do lance. Ferrón, então, deu uma "peitada" em Yotún, que caiu no gramado. O árbitro Sandro Meira Ricci deu cartão vermelho direto para o o jogador da Macaca.

Mas mesmo com um jogador a menos, a Ponte chegou ao gol de empate no fim do jogo. Adrianinho recebeu na intermediária, driblou Wendel e finalizou no canto esquerdo do goleiro Alessandro. Após o gol, a Ponte se animou e partiu para cima. Aos 40 minutos, em lançamento longo, Nei achou que o juiz daria falta sobre ele e colocou a mão na bola. O juiz deu o segundo amarelo para o lateral, que foi expulso.

E quando fase é ruim, não tem jeito. Com os dois times com dez em campo, Uendel arriscou um chute aos 44 minutos e o goleiro vascaíno Alessandro falhou ao tentar encaixar a defesa. A bola passou e morreu na rede do time carioca. Virada e vitória da Macaca.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 2 X 1 VASCO

Local: Moisés Lucarelli, Campinas (SP)
Data e hora: 27/10/2013, às 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE/Fifa)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcelo Bertanha Barisson (RS)

Público e renda: 13.349 pagantes/R$ 38.967,00

Cartões amarelos: Nei, 20'/1ºT e Sandro Silva, 11'/2ºT (VAS)
Cartões vermelhos: Ferron, 17'/2ºT (PON), Nei 40'/ 2ºT (VAS).

Gols: Diego Sacoman (contra) 15'/1ºT (0-1); Adrianinho (35'/2ºT); Uendel, (44'/2ºT).

PONTE PRETA: Roberto, Régis, Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Alef, Rafael Ratão (Fernando Bob, 18'/2ºT) e Adrianinho; Rildo (Adaílton, 29'/2ºT) e Willian (Leonardo, 18'/1ºT). Técnico: Jorginho.

VASCO: Alessandro, Nei, Jomar, Cris e Yotún (Jhon Cley, 37'/2ºT); Sandro Silva, Wendel (André, 37'/2ºT), Marlone e Francismar; Reginal (Willie, 21'/2ºT) e Thalles. Técnico: Dorival Júnior.

Fonte: Lancenet

Comentários

Leia também

Copyright © 2010-2017 Vasco Notícias. Todos os direitos reservados. Política de PrivacidadeFale ConoscoSobre nós